23 de out de 2013

23/10/2013 - 62º Batalhão de Infantaria comemora 220 anos de criação em Joinville

Nesta quarta, acontece o Concerto da Banda de Música no Teatro Juarez Machado

Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBLeandro S. Junges
Três momentos históricos importantes para os militares que atuam em Joinville serão celebrados até sexta. Nesta quarta, o 62º Batalhão de Infantaria completa 220 anos de criação como Batalhão de Caçadores; 95 anos da chegada em Joinville e 40 anos da transformação em batalhão de infantaria.

Nesta quarta à noite, a partir das 20 horas, acontece o Concerto da Banda de Música do 62BI no Teatro Juarez Machado. Na sexta-feira, às 19h30, tem formatura e homenagens aos joinivilenses que contribuem com o trabalho dos militares na cidade. A cerimônia está marcada para às 19h30, no batalhão.

O 62BI foi uma das primeiras unidades militares  a atuar em casos de conflitos no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Caberá ao tenente coronel Ronaldo França Navarro, que já passou pela cidade entre 1996 e 1997, liderar a comemoração e as homenagens.

Na história de 220 anos, três fatos recentes se destacam na atuação do batalhão. 
Em 2010, cerca de 150 homens que serviram em Joinville participaram da força de pacificação no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro. A operação teve como objetivo eliminar focos de conflito com o tráfico de drogas, proteger a população e garantir a presença do Estado no morro, um dos mais violentos e dominados pelo tráfico nas últimas décadas.

Em 2010 e 2011, os homens do 62BI atuaram nas operações Fronteira Sul e Ágata, na fronteira com a Argentina, no combate a crimes como tráfico de drogas e armas, contrabando e furto de veículos.

Mas foi a missão de 2010 a 2012, no Haiti, que mais rendeu reconhecimento ao grupo de militares do batalhão. Os militares integraram as tropas brasileiras e da Organização das Nações Unidas (ONU) em missão de paz no Haiti, que havia sido devastado por um terremoto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário