26 de set de 2013

26/09/2013 - Mais de 5 mil metros cúbicos de madeira ilegal são apreendidos em RO


Operação apreendeu veículos e aplicou mais de R$ 10 milhões em multas.
Ibama informa que ação não tem prazo para término.

Durante Operação Hileia Pátria, mais de 5 mil metros cúbicos de madeira foram apreendidos em Rondônia (Foto: Divulgação/Ibama)Durante Operação Hileia Pátria, mais de 5 mil metros cúbicos de madeira foram apreendidos em Rondônia (Foto: Divulgação/Ibama)
A Operação Hileia Pátria, realizada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), apreendeu, desde julho deste ano até este mês, mais de 5,3 mil metros cúbicos de madeira ilegal, além de lavrar cerca de R$ 10 milhões em multas, apreender caminhões e embargar empresas de Rondônia. A ação já passou pela região da Ponta do Abunã, Espigão D'Oeste e Buritis, alguns dos locais do estado onde são focos de exploração ilegal de madeira, de acordo com o órgão.
De acordo com Paulo Diniz, superintendente do Ibama no estado, o objetivo da ação é fiscalizar áreas federais como terras indígenas e unidades de conservação. Junto com o Ibama, o Exército Brasileiro auxilia no plano disponibilizando efetivo e equipamentos, além do transporte e a logística.
Operação tem foco fiscalizar áreas federais protegidas, como terras indígenas  (Foto: Divulgação/Ibama)Operação tem objetivo de fiscalizar áreas federais
(Foto: Divulgação/Ibama)
A ação, que iniciou em julho deste ano, teve três fases de monitoramento: região da Ponta do Abunã - formado por distritos de Porto Velho, Espigão do Oeste e Buritis. Até o momento a operação apreendeu, segundo Diniz, 5.350 metros cúbicos de madeira ilegal o que equivale aproximadamente 270 caminhões com capacidade para transportar entre 20 a 30 metros cúbicos do material.
Além das apreensões, o superintendente informou que, na operação, já foram lavradas cerca de R$ 10 milhões de autos infracionais, descoberta uma empresa fantasma, embargadas duas empresas por descumprimento de condicionantes e apreendidos seis tratores e cinco caminhões. Sem previsão de término, a Hileia Pátria está na quarta fase atuando no sul do Amazonas. Foram  apreendidas mais de 1,4 mil metros cúbicos de madeira ilegal e aplicadas R$ 621 mil em multas até o momento.
Diniz explicou ao G1 que para atuar, o Ibama identifica movimentações de desmatamentos por imagens de satélites. Os principais focos de exploração de madeira no estado estão em União Bandeirante, Machadinho D'Oeste, Cujubim, Nova Mamoré, Costa Marques e Buritis. "A gente acredita que quanto mais fiscalizar menos ilegalidade terá. A nossa expectativa com essas operações é que haja a redução da irregularidades na natureza", conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário