10 de set de 2013

10/09/2013 - Vinte e sete serrarias clandestinas são desmontadas no Maranhão

Operação realizada pelo Ibama apreendeu 4.693m³ de madeira beneficiada.
Multas aplicadas até o momento chegam a quase R$ 4,5 milhões.

FONTE: Do G1 MA
Equipamentos apreendidos durante Operação Hileia Pátria (Foto: Divulgação/Ibama)Equipamentos apreendidos durante Operação Hileia Pátria (Foto: Divulgação/Ibama)
Vinte e sete serrarias desmontadas e 4.693m³ de madeira beneficiada e em toras apreendidos. Esse é o saldo da Operação Hileia Pátria, realizada pelo Ibama em parceria com o Exército Brasileiro, o Instituto Chico Mendes de Proteção da Biodiversidade (ICMBio), o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA)/MA. A madeira apreendida será toda doada. 

Nesta segunda-feira (9), mais uma serraria foi interditada nesta segunda-feira (9), em Buruticupu. O equipamento foi encontrado desmontado escondido em um matagal próximo ao povoado Varig. As multas aplicadas até o momento chegam a quase R$ 4,5 milhões. As operações estão sendo realizadas por agentes ambientais federais, que estão percorrendo as Terras Indígenas (TI) Alto Turiaçu, Awá, Caru e Araribóia, além de toda a Reserva Biológica (Rebio) do Gurupi.
O objetivo da operação, que ocorre simultaneamente em Rondônia, ParáAmazonas e Mato Grosso, é coibir o desmatamento ilegal em áreas protegidas federais na Amazônia.
No Maranhão, a operação combate também as serrarias ilegais, pois elas beneficiam a madeira extraída ilegalmente e a distribuem para os estados do Nordeste. Somente nos últimos 40 dias, quatro foram encontradas pelos agentes do Ibama.

"Geralmente, os proprietários dessas máquinas não aparecem para buscar seus equipamentos, pois trabalham na ilegalidade. Não basta estar com as licenças em dia, é necessário também que a madeira utilizada tenha origem legal, pois um complementa o outro", explica a coordenadora da “Hiléia Pátria” no Maranhão, Rosa Arruda Coelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário