30 de ago de 2013

30/08/2013 - AMORIM diz que manifestação 'não vai melar' 7 de Setembro em Brasília

Ministro diz que manifestação 'não vai melar' 7 de Setembro em Brasília

  • Diogo Alcântara
    Direto de BrasíliaFONTE: TERRA
O ministro da Defesa, Celso Amorim, negou nesta quinta-feira que as manifestações previstas para ocorrer em Brasília no 7 de Setembro prejudicarão as festividades pela Independência. Com a presença da presidente Dilma Rousseff e apenas três meses após a onda de protestos pelo País, grupos independentes organizados em redes sociais se preparam para fazer um contraponto à cerimônia oficial.
 “(A manifestação) não vai melar nada. Vai ter uma segurança adequada, mas com conforto. Sem nenhum alarme, para a população poder festejar”, afirmou o ministro.

O desfile começará às 8h45, e a previsão de encerramento é para 10h30. Amorim não respondeu se houve uma redução no tempo de desfile a fim de evitar uma coincidência entre o evento e a marcha dos manifestantes. 
Nesta tarde, um grupo interministerial se encontrou para acertar detalhes da organização do evento. Uma agência foi contratada por meio de pregão eletrônico para montar a infraestrutura do desfile. O contrato firmado foi de R$ 829 mil para montagem de arquibancada para 24 mil pessoas ao longo de um trajeto de dois quilômetros. Também serão instalados banheiros químicos e um camarote para autoridades. A segurança para as festividades ficará sob a responsabilidade do Governo do Distrito Federal (GDF).  
Devido a uma troca na frota de aeronaves, neste ano não haverá a tradicional apresentação da Esquadrilha da Fumaça. Vinte entidades, entre civis e militares, vão se apresentar durante a cerimônia.
Baixa umidade do ar diminui tempo de desfile
Militares do Exército, da Marinha e Aeronáutica farão treinamento na manhã do próximo sábado, na Esplanada dos Ministérios, para acertar detalhes e definir a programação para o desfile comemorativo. A informação foi divulgada hoje pelo Ministério da Defesa, que antecipou que o desfile deste ano terá o tempo diminuído em torno de 15 minutos, por causa da baixa umidade do ar.
A ideia é iniciar a apresentação dos 1.850 militares das Forças Armadas, carros de combate, blindados e aviões tão logo a presidenta Dilma Rousseff chegue ao palanque, o que está previsto para as 9h05. Depois dos cumprimentos de praxe e da execução do Hino Nacional, o desfile deve começará às 9h10, com tempo de duração estimado em uma hora e dez minutos, terminando antes das 10h30, quando a umidade do ar costuma ficar mais crítica nesta época do ano, de modo a não expor autoridades e público ao clima seco.

Um comentário:

  1. É mesmo um absurdo, um bando de desocupados e baderneiros ameaçar um desfile, não importa se militar ou civil, o que importa e o civismo e o amor ao país.
    Se fosse um país serio, esses baderneiros já estariam presos a muito tempo

    ResponderExcluir