MilitaresBrasil-

31/10/2015 - Soldado do Exército é preso por roubo de motocicleta

O soldado do Exército E.F. A. B., de 19 anos, e um adolescente de 17 anos foram presos pela Polícia Militar, na noite de quinta-feira (29), no bairro Tijucal, em Cuiabá. JAD LARANJEIRA-midiasnews.
Eles são acusados de receptação e foram presos no momento em que faziam o desmanche de uma motocicleta roubada.
 A dupla foi flagrada retirando as peças do veículo, uma Honda Biz, de cor preta, que foi roubada no último dia 24, no bairro Jardim Industriário.
 Na ocasião, dois homens renderam o proprietário ,que teve um revólver apontado para si. Um deles ameaçou atirar, caso ele reagisse.
Os policiais do 9º Batalhão da PM informaram que foram acionados após uma denúncia anônima, segundo a qual no interior de uma quitinete estaria uma motocicleta roubada.
No local, os militares flagraram E.B. e o adolescente desmanchando uma moto, e constataram que se tratava de um veículo roubado.
O adulto se identificou como sendo soldado do Exército brasileiro.
O soldado negou que soubesse que se  tratava de uma moto roubada.
Alegou que um amigo teria deixado a moto para trocar algumas peças, entre elas, o farol e o guidão. Os dois foram conduzidos para o Cisc Planalto.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
30/10/2015 - Sargento do Exército é preso no Rio por manter mulher em cárcere privado

30/10/2015 - Sargento do Exército é preso no Rio por manter mulher em cárcere privado

Dentro de cárcere, mulher escrevia mensagens no banheiro e na cozinha (Foto: Reprodução)Vítima ficou trancada em casa por três dias, segundo denúncia da família.
Ela sofria lesões, ameaças, coação física e moral por parte do companheiro.
Dentro de cárcere, mulher escrevia mensagens no banheiro e na cozinha (Foto: Reprodução).

Um sargento do Exército foi preso em flagrante nesta quinta-feira (29), por policiais da 27ª DP (Vicente de Carvalho), pelos crimes de cárcere privado e lesão corporal. De acordo com a polícia, Tony Fabio Lima de Oliveira, de 42 anos, mantinha a companheira trancada em casa, em Madureira, no Subúrbio do Rio, além de agredí-la física e moralmente. Henrique Coelho Do G1 Rio.

Tony foi denunciado pela mãe e pelo irmão da vítima, que procuraram a delegacia. O inquérito policial apura os crimes de ameaça e lesão corporal contra a mulher. Segundo a polícia, os familiares apresentaram áudios, mensagens de texto e fotografias registradas pela vítima nas quais relata as lesões, ameaças, coação física e moral a que ela estava sendo submetida.

"Ele era extremamente violento e a agredia constantemente. Quando fazia isso, a proibia de sair de casa para não ter contato com a família e vir à delegacia. A relação de 1 ano e meio era complicada", disse o delegado Felipe Curi, acrescentando que o sargento foi enquadrado também na Lei Maria da Penha.
Sargento foi preso em flagrante por cárcere privado (Foto: Reprodução) Com as provas, os policiais se dirigiram à casa do sargento, que fica no acesso ao Morro da Serrinha. Houve troca de tiros durante a ação de resgate da vítima.

Na cozinha e no banheiro da casa havia mensagens nas paredes escritas pela vítima que demonstravam a condição de submissão à qual ela era mantida pelo militar. "Me perdoa, você tá certo!", registrou a mulher em uma das mensagens. Além disso, no aparelho de telefone celular de Tony, foram encontradas várias mensagens com ameaças à vítima.
Sargento foi preso em flagrante por cárcere privado (Foto: Reprodução)
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

29/10/2015 - Comandante do Exército exonera general que pediu 'despertar de luta patriótica'

General Antonio Hamilton Martins Mourão, do Comando Militar do Sul
General Antonio Hamilton Martins Mourão, do Comando Militar do Sul.
O Comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, decidiu exonerar o general Antonio Hamilton Martins Mourão do comando Militar do Sul e transferi-lo para a Secretaria de Economia e Finanças do Exército, em Brasília. O general Mourão, assim, perde o poder de falar para tropa. A decisão foi tomada depois de reunião do alto comando do Exército em Brasília, nesta semana.
A mudança foi em virtude das declarações dadas por ele em fala a oficiais da reserva, quando fez duras críticas à classe política e convocou os presentes para "o despertar de uma luta patriótica". Pedro Ribas/ANPr - Agência de Notícias do Paraná.
A fala do general foi questionada nesta quinta-feira, 29, pelo senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), presidente da Comissão de Relações Exteriores, que questionou o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, sobre a fala do general, que teria dito que "ainda tínhamos muitos inimigos internos, mas que eles se enganavam achando que os militares estavam desprevenidos" e que teria feito uma provocação, incitando os militares ao dizer: "eles que venham!".
No início desta semana, outro problema. O Comando Militar do Sul fez uma homenagem póstuma ao coronel Brilhante Ustra, questionado pela Comissão da Verdade como torturador durante o regime militar. O Comando do Sul chegou a expedir convite para a cerimônia.
Esta postura do general Mourão acrescenta um ingrediente à crise política que o governo Dilma já vive. O Planalto havia deixado este assunto à cargo da Defesa porque não quer trazer mais esta questão para dentro do palácio.
Para o lugar do general Mourão irá o general Edson Leal Pujol, que estava na Secretaria de Economia e Finanças do Exército. Uol
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

29/10/2015 - Exército continua no topo na confiança dos Brasileiros

Brasileiro confia mais na imprensa do que no Ministério Público, diz pesquisa.A confiança dos brasileiros no Ministério Público diminuiu desde o ano passado. De acordo com uma pesquisa da Fundação Getulio Vargas, o grau de confiança no órgão passou de 48% para 43%. No mesmo período, a confiança da população na imprensa escrita passou de 44% para 47%.
A confiança no Poder Judiciário também aumentou, mas a melhora está longe de ser suficiente para torná-lo umas das instituições mais confiáveis. De acordo com a pesquisa, a confiança no Judiciário só é maior do em "políticos" e no Poder Executivo. Na outra ponta da pesquisa estão as Forças Armadas, a Igreja Católica e a imprensa escrita.
Os dados são do Índice de Percepção do Cumprimento das Leis (IPCLBrasil), mensurado pela Escola de Direito de São Paulo da FGV, e que mostra o quanto a população considera importante respeitar ou não as leis.
A pesquisa ouviu 3,3 mil pessoas do Amazonas, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Distrito Federal.

Entre os que se classificaram como negros e pardos, a confiança no Judiciário e na polícia é ainda menor, se comparado com as respostas dadas por brancos e amarelos. Enquanto que, entre brancos, a confiança da população na polícia e no Judiciário chega a, respectivamente, 37% e 27%, ela cai para 30% e 22% se perguntarem a negros, pardos e indígenas.
Por outro lado, a confiança cresce entre negros quando se refere a governo federal e Congresso Nacional, chegando a 24% e 20%, respectivamente, contra uma confiança de 18% e 14%, quando a resposta é dada por brancos.
Indicadores de cumprimento das leis

O indicador de legitimidade avaliou a opinião dos entrevistados quanto à importância de se obedecer à lei, aos policiais e aos juízes. E uma das conclusões a que se chegou é que 80% dos brasileiros reconhecem que é fácil desobedecer às leis no Brasil. Para 81%, sempre que possível, o cidadão brasileiro apela para o “jeitinho”.
Por outro lado, 78% dos entrevistados consideram que alguém que desobedece à lei é mal visto pelas outras pessoas, enquanto 78% afirmaram que as pessoas têm a obrigação moral de pagar uma quantia à outra pessoa, mesmo que discorde da decisão, se a ordem partir de um juiz. Esse percentual cai para 46% se a ordem partir de um policial.

Comportamento
Outra questão analisada no IPCLBrasil é comportamento. Foi perguntado com que frequência os próprios entrevistados violaram determinadas condutas. O indicador é elaborado com base em dez situações diferentes, a partir das quais se pergunta aos entrevistados com que frequência tiveram esse comportamento nos últimos 12 meses.
No primeiro trimestre de 2015, os resultados revelam que as condutas “atravessar a rua fora da faixa de pedestre” e “comprar produtos piratas” são as mais recorrentes entre os entrevistados, seguidas pela conduta de “fazer barulho capaz de incomodar os vizinhos”.
Numa escala de 0 a 10, a nota final do IPCLBrasil foi 7, um pouco maior do que a nota registrada no primeiro trimestre de 2014 (6,5). Com informações da Assessoria de Imprensa da FGV.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

28/10/2015 - STF mantém criminalização de ato libidinoso cometido em ambiente militar

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (28) manter a validade do Artigo 235 do Código Penal Militar (CPM), que prevê pena de seis meses a um ano de prisão para prática de ato libidinoso por integrantes das Forças Armadas durante suas atividades.
Na decisão, a maioria dos ministros também decidiu retirar do texto original as expressões "homossexual ou não" e "pederastia", por considerá-las discriminatórias e homofóbicas.
De acordo com Artigo 235 do Código Penal Militar (CPM), em vigor desde 1969, período do regime militar, é crime sexual nas Forças Armadas "praticar ou permitir o militar que com ele se pratique ato libidinoso, homossexual ou não, em lugar sujeito a administração militar”.
A maioria dos ministros decidir manter o entendimento de que um militar, homem ou mulher, flagrado em ato considerado libidinoso durante o cumprimento de suas atividades pode ser punido criminalmente. A Corte divergiu do voto do relator, ministro Luís Roberto Barroso. O ministro entendeu que punir criminalmente a conduta sexual inadequada no ambiente militar não é razoável.
Para Barroso, condutas dessa natureza devem ser punidas administrativamente, conforme regulamento disciplinar das Forças Armadas. O ministro também entendeu que o artigo é inconstitucional por abranger até as vilas militares, moradias funcionais dos militares.
"A manutenção de um dispositivo normativo que torna crime militar sexo consensual entre adultos, ainda que sem a carga pejorativa das expressões pederastia  e homossexual ou não, produz, apesar de aparente neutralidade, um impacto desproporcional sobre homossexuais, o que é incompatível com o princípio da igualdade", disse Barroso.
A ação foi proposta em 2013 pela Procuradoria-Geral da República. Na ocasião, a então subprocuradora Helenita Acioli considerou inconstitucional a criminalização de ato sexual nas instalações militares, por afrontar os princípios constitucionais da dignidade da pessoa humana, da igualdade e da liberdade.
Além de Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski, votaram para manter o crime de ato libidinoso, retirando apenas as expressões "pederastia" e" homossexual ou não" os ministros Edson Fachin, Teori Zavascki, Carmem Lúcia, Dias Toffoli e Gilmar Mendes.
No final, Luís Roberto Barroso disse que reajustaria seu voto para acompanhar a tese vencedora.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

28/10/2015 - AGU suspende decisão que interrompia repasse de verba para projeto da Aeronáutica

A Advocacia-Geral da União (AGU) obteve, na Justiça, suspensão de decisão que interrompia repasses financeiros da União à Fundação de Serviços de Defesa e Tecnologia de Processos (FSDTP). O empenho da verba estava vinculado à execução de dois termos de parceria firmados pela fundação com o Departamento de Controle de Espaço Aéreo (Decea), da Aeronáutica, para a realização de projetos de segurança e eficiência do tráfego aéreo brasileiro. foto:aer.mil.br

O Ministério Público ajuizou ação para suspender os pagamentos e anular os atos administrativos que qualificaram a FSDTP como Organização da Sociedade de Civil de Interesse Público (Oscip). Para os autores da ação, a fundação não desenvolvia atividades de proteção do meio ambiente e, portanto, obteve indevidamente o título.

A decisão de primeira instância chegou a conceder liminar para suspender os repasses, mas a Procuradoria-Regional da União da 3ª Região (PRU3) recorreu e comprovou que a entidade já realizou vários projetos na área do meio ambiente, conforme já estava previsto, inclusive, na ata da assembleia de constituição da FSDTP.

A unidade da AGU argumentou, ainda, que a qualificação como Oscip foi concedida pelo Ministério da Justiça, em Brasília (DF), e os termos da parceria com a Aeronáutica foram assinados no Rio de Janeiro (RJ). Desta maneira, não era possível a 1ª Vara Federal de São José dos Campos (SP), juízo que concedeu a liminar solicitada pelo MP, julgar a ação.

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) acolheu os argumentos da AGU e suspendeu a decisão anterior.

A PRF3 é uma unidade da Procuradoria-Geral Federal, órgão da AGU.

Ref.: Processo nº 0007421-94.2015.4.03.0000 - TRF3
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/10/2015 - Crime de pederastia na Caserna

O STF, irá julgar um artigo complicado amanhã (28) em se tratando do código penal militar. O assunto vem falando sobre  "pederastia ou ato de libertinagem" na administração militar. A decisão é sobre sua  constitucionalidade. Assim como está ocorrendo em várias  países onde processos vinham sendos estudados até a liberação. O que fica claro para os Ministros é a carga preconceituosa e deverão considerar o texto inscontitucional. Vamos aguardar as cenas dos próximos capitulos. 
No código militar: “Pederastia ou libidinagem” rende um ano de detenção.
 
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/10/2015 - Decepção dos nossos atletas

Ops, digo, recepção hoje no Palácio dos Planalto dos nossos  medalhistas das três forças, só faltou o incentivo. Aquela palavrinha mágica do  reconhecimento por bons serviços prestados e anunciar claro a reposição salarial para os militares, porque aumento mesmo, fica a dúvida. os 28,86%  pelo jeito morreu na praia muito se falou, muito se aprovou até no orçamento entrou e nada 2015 ja está indo embora e nada aonde será que anda. Coitado dos militares com aumento de água, luz e alimetação, moradia e juros as contas não fecham  tem militar até o talo de empréstimo no contracheque, a coisa ta feia.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/10/2015 - Exército em operação tapa buracos no MS

Prefeitura sela parceria com Exército Brasileiro para continuar com operação tapa buracos. O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) reuniu-se com o  general de Exército Paulo Humberto Cesar de Oliveira do Comando Militar do Oeste (CMO), na tarde desta segunda-feira (26), juntamente com  cel. José Roberto Melo Queiroz do CMO e a assessora Jurídica da 9ª Região do Comando Militar do Oeste (CMO), Glauce Arcanjo para firmar termo de cooperação mútua para que a equipe de engenharia do Exército Brasileiro (EB) faça os trabalhos de tapa buracos nas principais vias do município. msnoticias.
 Conforme o cel. do CMO, José Roberto Melo Queiroz, nesta primeira reunião foram tratados assuntos relacionados à viabilidade técnica. “A parte técnica ficará a cargo do 3º Grupamento de Engenharia com sede em Campo Grande e a execução pelo 9º Batalhão com sede em Cuiabá-MT. Com todos os termos legais acordados podemos fazer os trabalhos de tapa buracos. Tudo com um planejamento prévio e com o apoio de técnico do município”, informou.

Na oportunidade, Bernal solicitou ao secretário Municipal e Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha), Amilton Cândido de Oliveira um levantamento das vias que  estão em estado gritante.  “ Queremos fazer esta parceria com o Exército Brasileiro que tem todo o respeito da população e seus serviços são de qualidade. Temos como viabilizar a contra partida, que é alimentação para os militares que farão os serviços e o combustível para as máquinas e caminhões. Nossos Agentes de Trânsito farão as intervenções e os Guardas Municipais ficarão responsáveis da segurança dos equipamentos”, disse Bernal.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/10/2015 - Soldado do Exército é detido em Poconé suspeito de praticar Assalto

Dois jovens foram detidos na noite deste domingo, na região do Aeroporto, em Poconé, suspeitos de roubo a um estabelecimento comercial, segundo informações da própria Policia Militar, um deles seria Soldado do Exército em Cuiabá. Poconet.
A prisão ocorreu depois de uma guarnição da Policia Militar realizar rondas no intuito de localizar os autores da ação criminosa ocorrida na noite deste domingo, em uma Lanchonete denominada Eva Lanches. Segundo consta no Boletim de Ocorrência (BO), a Polícia Militar (PM), recebeu a informação que quatro pessoas chegaram no bar em duas motocicletas, uma Twister vermelha e uma Fan preta, e em posse de duas armas de fogo. Dois dos suspeitos entraram no bar e anunciaram o roubo, levando dinheiro e diversos aparelhos de celular de clientes que estavam no local.
Diante das informações, a guarnição iniciou rondas na tentativa de localizar os suspeitos, sendo visualizado na região do Aeroporto, uma twister vermelha nas imediações de um posto de gasolina.
Desta forma, com as características compatíveis com as mencionadas pela vítima do roubo, foi feita a abordagem e buscas pessoal nos acusados, sendo localizado uma certa quantia em dinheiro, além de três aparelhos de celular.
Os suspeitos Joilson Alves da Silva, 21 anos (Vulgo Lagarto) morador do bairro João Godofredo e Wandeilson da Silva Felix Bastos de 19 anos, morador da cidade de Varzea Grande foram detidos e levados para a Delegacia de Policia do munícipio de Poconé.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

26/10/2015 - Encontrado possível avião perseguido pela FAB

Polícia Federal suspeita que avião perseguido pela FAB pousou no Paraná.

Uma aeronave, com marcas de disparos de arma de fogo na fuselagem, foi localizada, na manhã desta segunda-feira (26), no Aeroporto Edu Chaves, em Paranavaí (PR), cerca de 90km da divisa com Mato Grosso do Sul. A Polícia Federal abriu inquérito para apurar se é o mesmo avião suspeito que, no sábado (24), sobrevoou por MS e foi perseguido pela Força Aérea Brasileira (FAB).
Conforme a PF, os organismos da aeronáutica ainda não confirmaram que a aeronave prefixo PT-EXP encontrada no Paraná seria a mesma, mas irá investigar as razões dos danos na aeronave, qual sua utilidade e os motivos de sua presença no aeroporto.
Em inspeção inicial, a aeronave estava sem os bancos de passageiros, indicando que o avião era, possivelmente utilizado para transporte de mercadoria de contrabando ou drogas.
MAIS SUSPEITAS
De acordo com as informações apuradas pela PF, no dia 26 de setembro de 2012, essa aeronave, de prefixo PT-EXP, foi apreendida pela Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) do Paraguai, carregada com mercadorias eletrônicas e medicamentos. Na ocasião foram presas cinco pessoas, dentre elas o piloto brasileiro. fotos: whatsapp
CASO
Equipes policiais foram acionadas, no sábado (24), depois que um caça teria supostamente abatido uma aeronave considerada hostil. Ela percorria rota conhecida pelo tráfico de drogas e não detinha plano de voo. A interceptação e acompanhamento tiveram início ainda no Estado de São Paulo, porém a aeronave cruzou a fronteira com o Paraguai.
Em nota, a FAB confirmou a operação e que “todas as medidas legais de controle foram adotadas”. Isso significa que o decreto nº 5.144/04, conhecido como Lei do Abate, teria sido cumprido em sua totalidade.
Dessa forma, os pilotos do caça de interceptação fotografaram, verificaram matrícula e proprietário da aeronave, além de tentar comunicação via rádio e por sinais visuais com o piloto. Tais passos antecederam tiros de advertência com munição traçante na lateral da aeronave e sua possível destruição, em vista de não ter havido resposta aos procedimentos anteriores.
Moradores registraram em vídeo parte da ação em Japorã, município que teve equipes mobilizadas em solo para localizar a aeronave. Os trabalhos, no entanto, foram encerrados no domingo (25). correiodoestado
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

26/10/2015 - Brasil deixará Haiti em 2016: 'Serei o último a partir', diz general


Para Ajax, depois que ONU partir, país terá 'capacidade de realizar eleições com seriedade'
"Em outubro de 2016, as últimas tropas da ONU vão partir do Haiti. Vou ficar para o último avião e encerrar a missão militar", afirma à BBC Brasil o general brasileiro Ajax Porto Pinheiro, que assumiu há cerca de dez dias o cargo de comandante-geral das forças da ONU no país caribenho e coordenará no próximo domingo a segurança das eleições presidenciais haitianas.
O Conselho de Segurança da ONU determinou neste mês que a Minustah (Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti) termine no dia 15 de outubro de 2016, ocasião em que a comunidade internacional espera que um novo presidente haitiano já esteja exercendo seu mandato.
O Brasil comanda o setor militar da missão desde seu início em 2004. Até agora, o governo brasileiro previa que seus 850 militares começassem a voltar para casa em algum momento no ano que vem. Mas uma data oficial não havia sido estabelecida.
Até outubro de 2016, a missão será mantida com o efetivo de hoje: 2.370 militares de 19 países. Apenas uma crise muito grave ou uma catástrofe podem alterar esse cronograma. Só que isso já aconteceu antes no Haiti.
No início de 2010, a ONU previa a retirada total de suas tropas em meados de 2011. Porém, no dia 12 de janeiro, um megaterremoto irrompeu praticamente na superfície da capital Porto Príncipe. Centenas de milhares de pessoas morreram e 1,5 milhão ficaram instantaneamente desabrigadas.
Os planos foram, então, alterados de forma radical, e a missão quase dobrou em tamanho. Além de fornecer ajuda humanitária, a ONU auxiliou na reconstrução do país e de suas instituições, como a polícia e o Judiciário, que perderam mais da metade de seus membros no terremoto.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

25/10/2015 - Reajuste de militares aguarda definição

Rio – O Ministério da Defesa ainda não definiu o índice de reajuste do soldo de 655 mil militares das Forças Armadas. Após muitos questionamentos de leitores, a coluna voltou a procurar a pasta, que manteve a mesma posição. O Ministério justifica que está fazendo os cálculos para definir os percentuais de reajuste a partir de 2016, “considerando critérios de reconhecimento do mérito das atividades realizadas e de valorização dos militares”, disse em nota.
Para garantir que os militares recebam o aumento no próximo ano, a Defesa deveria ter enviado a previsão de orçamento com gastos de pessoal incluindo todo o grupo para o Executivo. Em 13 de agosto, o comandante do Exército, general Villas Bôas, chegou a anunciar que o reajuste seria de 25% em quatro anos.
“Essa questão de orçamento é tratada concretamente na área do Executivo. O que temos até o momento foi para funcionalismo civil. E a definição que houve para os militares, e ainda não anunciada, é um aumento de 25% até 2019”, disse o general à época.
Segundo informações obtidas pela coluna, o aumento também pode ser escalonado, sendo menor para recrutas e obedecendo a progressão por posto. A alternativa já foi aplicada anteriormente e resultou em enxurrada de ações na Justiça.
Mais dois acordos salariais foram firmados na última semana. Os contemplados com reposição de 10,8% em dois anos são os servidores do DNPM e Instituto Evandro Chagas (IEC/Primatas). Da base da Condsef, apenas três categorias ainda aguardam confirmação de reuniões que devem acontecer nesta semana.
Por Angélica Martins (Interina)-odia
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

25/10/2015 - Populares relatam abate de avião pela FAB na região de Mundo Novo

Moradores de Mundo Novo e Japorã, municípios que fazem fronteira com o Paraguai, relataram por meio de mensagens de WhatsApp, que uma aeronave não identificada teria sido abatida por uma equipe da FAB (Força Aérea Brasileira), no fim da tarde deste sábado (24) na região. Por volta das 19h30 as primeiras mensagens informavam sobre a queda. 
A aeronave supostamente abatida vinha sendo acompanhada desde o interior do Estado de São Paulo por um avião caça da Força Aérea Brasileira. Já em espaço sul-mato-grossense, o caça teria efetuado disparos contra o avião que não pegou fogo no ar e teria caído em território paraguaio.
Até o momento a aeronave abatida não foi localizada. Equipes da Polícia Militar e da Polícia Militar Ambienta fizeram buscas pela região, mas até o momento a aeronave abatida não foi localizada. Entramos em contato com as delegacias de Mundo Novo, Naviraí e Japorã, mas nenhuma confirmou o caso.midiamax.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

24/10/2015 - Marcha RJ a Brasília 1.170 KM - 200 anos do Corpo de Fuzileiros Navais

Fuzileiros Navais marcharam do RJ a Brasília.
Para comemorar os 200 anos do Corpo de Fuzileiros Navais, em 2008, aconteceu a “Marcha Rio – Brasília" com percurso de 1.170 quilômetros, da Base de Fuzileiros Navais, no Rio de Janeiro, até a Praça dos Três Poderes, em Brasília, quando 230 militares, fuzileiros navais e marinheiros participaram.
Foi revivido um episódio de grande relevância histórica, pouco conhecido dos brasileiros, a "Operação Alvorada", quando, em março de 1960, um contingente de 124 fuzileiros navais, marinheiros e civis marcharam 24 dias, do Rio de Janeiro até Brasília, para celebrar a inauguração da nova capital, ocorrida no dia 21 de abril.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
24/10/2015 - Ministro da defesa visita a área de operações da Ágata 10

24/10/2015 - Ministro da defesa visita a área de operações da Ágata 10

Belém (PA), – O ministro da Defesa, Aldo Rebelo, está em visita à Área de Operações Norte da Ágata 10, que tem por objetivo combater os crimes transfronteiriços e intensificar a presença do Estado na região com 1.890 km de fronteira. Nesta sexta-feira (23) à noite, na capital paraense, Aldo Rebelo, acompanhado de oficiais-generais, tomou conhecimento dos detalhes da Operação conduzida por cerca de 1.400 militares da Marinha, Exército e Aeronáutica e por 119 profissionais de 33 agências públicas e órgãos governamentais.
Para o ministro, a presença do Estado brasileiro, em uma região de baixa densidade demográfica, exige que as instituições trabalhem de forma integrada na fronteiraFoto: Gilberto Alves
Para o ministro, a presença do Estado brasileiro, em uma região de baixa densidade demográfica, exige que as instituições trabalhem de forma integrada na fronteira
As ações preventivas e repressivas, desencadeadas desde o dia 21 de outubro, de combate ao contrabando, descaminho, tráfico de drogas, garimpo ilegal, pesca predatória e outras práticas ilícitas, ocorrem na fronteira marítima com a Guiana Francesa, nas águas interiores e na região compreendida entre os municípios de Oiapoque (AP) e Oriximiná (PA).
Para o ministro Rebelo, que assistiu a uma apresentação sobre a Operação Ágata 10, no Comando Militar do Norte, a presença do Estado brasileiro, em uma região de baixa densidade demográfica, exige que as instituições trabalhem de forma integrada para coibir os ilícitos em áreas de fronteira. “A Operação tem como meta tornar visível e ostensiva a presença do Estado, e intensiva durante o seu período de realização com a participação das Forças Armadas e de órgãos federais.”
Ele ainda destacou que as ações têm o objetivo de integrar os agentes públicos e de cultivar nas instituições um sentimento de defesa nacional, de ação pedagógica e cultura cooperativa. Em conversa com jornalistas, Aldo Rebelo lembrou que o País possui uma das maiores fronteiras do mundo e que guarnecer e proteger esta faixa não é uma tarefa simples.
A Operação, que está no terceiro dia e que acontece também sob o Comando Militar da Amazônia (CMA), sediado em Manaus (AM), conta com ações simultâneas de agências e das Forças Armadas da Guiana Francesa.
Neste sábado (24), o ministro Aldo Rebelo viaja para o Oiapoque (AP), onde participa de ações cívico-sociais (Aciso) na Escola Joaquim Nabuco e de pontos de bloqueio e controle, próximos à Ponte Brasil-Guiana Francesa. E no domingo, ele acompanha atividades em Manaus e no município de Novo Airão (AM).

Aldo Rebelo está na Área de Operações Norte, em Belém, onde fica a par do andamento da Ágata 10 na região Foto: Gilberto Alves
Aldo Rebelo está na Área de Operações Norte, em Belém, onde fica a par do andamento da Ágata 10 na região
Colégio Militar de Belém
Em Belém, o ministro conheceu ainda as futuras instalações do Colégio Militar da capital paraense, onde funcionava a Escola de Governo do Estado do Pará. Em 12 de janeiro de 2016, a instituição de ensino será inaugurada e vai acolher os primeiros 120 alunos do 6º ano do Ensino Fundamental.
Ágata 10
A Operação Ágata 10 é de responsabilidade do Ministério da Defesa, sob coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) junto com a Marinha, o Exército e a Aeronáutica. A Ágata foi instituída por decreto da presidenta Dilma Rousseff, em 2011, no âmbito do Plano Estratégico de Fronteira (PEF).
Esta é a segunda vez que a Operação Ágata é realizada este ano. A Ágata 9 envolveu os estados de Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná. Durante os dez dias de realização da operação Ágata 9 foram apreendidas mais de quatro toneladas de maconha e 65 toneladas de gêneros alimentícios sem procedência. O contrabando de materiais proibidos e o descaminho de mercadorias, sem o pagamento de tributos, estão avaliados em cerca de R$ 700 mil.

Ações cívico-sociais
A Ágata também promove ações de cunho médico-social, intensificando a presença do Estado brasileiro nas regiões de fronteira.
Em 2014 foram prestados 12.443 atendimentos em diversas especialidades médico-hospitalar e 16.655 odontológicas. Para a população mais carente dos municípios de fronteira foram distribuídos 226.346 medicamentos.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

24/10/2015 - Em encontro com comandante da Marinha, ministro Aldo conhece principais projetos e desafios da Força

Brasília, – Os principais projetos e desafios da Marinha do Brasil foram apresentados nesta quinta-feira (22) ao ministro da Defesa, Aldo Rebelo, pelo comandante da Força, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira.
Durante visita ao Alto Comando da Força Marítima, em Brasília, o ministro pôde conhecer a atual situação da Marinha, sua missão, meios e atividades operativas, situação orçamentária, além de receber informações sobre os atuais estágios do Programa Antártico Brasileiro e dos Projetos Estratégicos. Foto: Gilberto Alves / MD
Ministro Aldo conhece principais projetos e desafios da Marinha do Brasil
O almirante Leal Ferreira destacou também a importância da atuação da Marinha na e também na Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL), que atualmente tem um brasileiro à sua frente, o contra-almirante, Flavio Macedo Brasil. “Nossa atuação nessas missões nos dá uma excelente experiência operacional”, disse o comandante da Marinha, lembrando do bem sucedido resgate de mais de 200 imigrantes realizado mês passado pela corveta Barroso (V-34), que se dirigia rumo a Beirute, no Líbano, quando recebeu o pedido de ajuda. “Nossa tripulação muito bem preparada conseguiu realizar o resgate de forma exemplar, inclusive de crianças pequenas e idosos que estavam a bordo”, ressaltou. Foto: Gilberto Alves / MD Na ocasião, o ministro Aldo recebeu do comandante Leal Ferreira um livro sobre a Amazônia Azul.
Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH)
Ao falar sobre os Projetos Estratégicos, Leal Ferreira alertou o ministro quanto a necessidade de recursos mínimos para evitar riscos de atrasos. O ministro reconheceu as dificuldades orçamentárias e se comprometeu a buscar maneiras regulares de assegurar recursos para as Forças Armadas.
“Tenho consciência dos nossos desafios e também das nossas limitações conjunturais, por isso, me comprometo a fazer um esforço para diminuir os danos e negociar soluções de caráter permanente para contornarmos essas dificuldades”, disse o ministro. “Precisamos buscar soluções orçamentárias que já são aplicadas em outras áreas para a de Defesa. Contem com meu empenho, onde eu puder, vou dedicar meu tempo e minha energia nisso”, completou o ministro.
Além do ministro e do comandante, participaram do encontro o secretário-geral do Ministério da Defesa, Joaquim Silva e Luna, o chefe de Operações Conjuntas da Defesa, almirante Ademir Sobrinho, além de oficiais do Alto Comando da Marinha. MD
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

24/10/2015 - Caxumba na Marinha

A Marinha do Brasil, por meio do Comando do 1° Distrito Naval, esclarece que foram identificados 31 casos isolados de recrutas com caxumba, num total de 1.200 militares, desde agosto deste ano, no curso de formação de soldados Fuzileiros Navais. Os casos foram notificados ao Serviço de Saúde da Marinha e à Secretaria de Vigilância Sanitária do Município do Rio de Janeiro. Por fim, a Marinha informa, ainda, que nesse momento não existe nenhum caso registrado da doença.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

23/10/2015 - Comandante do Exército visita Ijuí

O Comandante Geral do Exército Brasileiro, general Eduardo Dias da Costa Villas Boas, natural de Cruz Alta, visitou hoje (23), o 27º Grupo de Artilharia de Campanha sediado em Ijuí. radioprogresso

O General Villas Boas é responsável, atualmente por mais de 250 mil pessoas que representam o exército brasileiro. Em conversa informal com a imprensa ijuiense, Villas Boas falou sobre a importância do exército na defesa do Brasil e na segurança mundial, afirmando que ações como a que ocorrem no Haiti são muito mais que humanitárias.

O Comandante afirmou também que apesar da crise vivida no país não se pode considerar a existência de crise institucional. Para ele o momento vivido pelo país vai ser superado em breve. Villas Boas afirmou ser excelente a relação entre as forças armadas brasileiras.

Outro fator abordado pelo General foi a obrigatoriedade da prestação de serviço militar. Villas Boas afirmou que acredita que essa ainda seja a melhor maneira de selecionar novos integrantes para o quadro das forças armadas. Ele disse que em países cuja obrigatoriedade não existe, as forças armadas estão recrutando até mesmo homens de outras nacionalidades.

Eduardo Villas Boas permanece em Ijuí, visitando familiares, até amanhã (24), quando retorna a Brasília.

Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

23/10/2015 - Pagamentos de inativos e pensionistas militares para o INSS

Bomba, Relator do Orçamento quer direcionar o pagamentos de inativos e pensionistas militares para o INSS, diz Bolsonaro.
Em hangout realizado ontem com alguns simpatizantes,  Jair Bolsonaro alertou que o relator do Orçamento Geral da União,Deputado Ricardo Barros (PP/PR),  está trabalhando para direcionar para o INSS o pagamento dos inativos e pensionistas militares. O parlamentar progressista "está sendo mais realista que qualquer petista", disse Bolsonaro, para quem o assunto será uma prova de fogo para Aldo Rebelo, pois isso pode representar o fim das Forças Armadas. 
Se a proposta do relator constar do Orçamento da União, vai precisar de um projeto do Executivo para ser efetivada.
As informações são de Kelma Costa, via Facebook/montedo
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

23/10/2015 - CMO – Comemora 30 anos de criação

Campo Grande (MS) – O Comando Militar do Oeste (CMO) comemorou, no dia 15 de outubro, seu 30º aniversário, em solenidade militar presidida pelo Comandante do CMO, General de Exército Paulo Humberto Cesar de Oliveira. A formatura contou com a presença de militares de Campo Grande e foram entregues diplomas de “Amigo do CMO” a personalidades civis e militares.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

23/10/2015 - 6º RCB – Operação Sanga Cheia

Alegrete (RS) – No dia 8 de outubro, a Guarnição do Alegrete, constituída pelo 6º Regimento de Cavalaria Blindado, pelo 10º Batalhão Logístico, pelo 12º Batalhão de Engenharia de Combate Blindado, pelo Hospital de Guarnição do Alegrete, pela 12ª Companhia de Comunicações Mecanizada e pela 2ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada, foi acionada pela Defesa Civil do Município, em decorrência da enchente que assolou a região.
Durante o período de apoio, foram retiradas 87 famílias, perfazendo um total de 289 pessoas, com seus respectivos bens, para abrigos indicados pela Defesa Civil. Além de o Exército ter realizado o transporte de funcionários da CORSAN (empresa que abastece o município com água) até o Posto de Bombas, no Rio Caverá, através de embarcação, e do pessoal da Defesa Civil na região alagada. Realizou-se, ainda, apoio e localização de um cidadão desaparecido no Arroio Caiboaté, no Rincão de São Miguel, a cerca de 25 km de Alegrete, em conjunto com o Corpo de Bombeiros. Foto: 6º RCB
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

23/10/2015 - Exército é condenado a indenizar militar infectado por toxoplasmose

O Exército foi condenado a pagar R$ 20 mil de indenização a um ex-militar dispensado após contrair toxoplasmose. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) considerou que ele contraiu a doença em decorrência do serviço militar. A decisão foi proferida na última semana e reformou sentença da Justiça Federal de Passo Fundo.
O ex-combatente solicitou também o reingresso e posterior reforma, mas teve seu pedido negado. De acordo com a 3ª Turma, ele não se tornou invalido devido à doença, apenas carrega algumas pequenas sequelas.
 O autor foi admitido nas Forças Armadas em março de 2009, por meio do serviço obrigatório, e permaneceu por dois anos. Em 2012, um ano após ser dispensado, ele ajuizou a ação alegando que a sua visão ficou prejudicada pela doença.
O pedido foi julgado improcedente pela primeira instância, levando o ex-militar a recorrer contra a decisão no TRF4.
A 3ª Turma confirmou, por unanimidade, o parecer negativo ao pedido de reingresso e posterior reforma pretendido pelo autor. Segundo o relator do processo, desembargador federal Fernando Quadros da Silva, “o estatuto dos militares exige a invalidez ou incapacidade como pressuposto para a reforma, o que não ocorreu no caso”.
No entanto, foi reconhecido o direito do autor à indenização por danos morais. O magistrado acrescentou que “a Administração Pública deve ser responsabilizada pela moléstia, tendo em vista que ela foi contraída durante a atividade militar”.
Toxoplasmose
É uma doença infecciosa causada por um protozoário encontrado nas fezes de gatos e outros felinos. Os principais sintomas são febre, aparecimento de ínguas e manchas no corpo, lesões de retina e dificuldade para enxergar. Em casos mais graves, os problemas de visão podem evoluir para cegueira.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/10/2015 - Vibração de caminhão gera adicional de insalubridade para caminhoneiro

MilitaresBrasil.comA Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) rejeitou recurso de uma transportadora e outras empresas envolvidas no processo contra decisão que deferiu a um caminhoneiro adicional de insalubridade por exposição a vibração durante o trabalho. As empresas alegaram que não há previsão de insalubridade para a atividade de motorista de caminhão e contestaram o resultado de laudo pericial.
A perícia constatou que o adicional de insalubridade referente ao caso está previsto no Anexo 8 da Norma Regulamentadora 15 (NR 15) da Portaria 3.214/78 do Ministério do Trabalho, e destacou que, ao ser exposto à vibração, o trabalhador tem afetado o seu conforto, podendo reduzir a sua produtividade e ter transtornos nas funções fisiológicas.
Negado na primeira instância, o pedido de adicional de insalubridade foi deferido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-MG).  Baseado no laudo pericial, o Regional fixou-o em grau médio, ao longo de todo o contrato de trabalho, com reflexos, inclusive nas férias somadas a um terço, e no FGTS, acrescido da multa de 40%.
De acordo com o TRT, as empresas não produziram prova capaz de invalidar o trabalho técnico quanto à existência da insalubridade. E ressaltou que “não prejudica a conclusão pericial o fato do veículo em que foi realizada a apuração ser diferente, tendo em vista que também foi uma carreta, disponibilizada pela própria empresa”.
Equivocadas
No recurso ao TST, as empresas enfatizam que “as medições estão equivocadas e o resultado está errado” e que as carretas de sua propriedade possuem cabine separada e equipamentos para compensar o peso. Disseram também que o profissional de transporte rodoviário de cargas, diversamente de outros motoristas, afetados por problemas de aceleração e desaceleração, desenvolve velocidade razoavelmente constante.
Alegam que, no momento da perícia, o veículo tinha três anos de uso, o sendo impossível a aferição do nível de vibração de quando possuía apenas um ano de rodagem, à época do contrato de trabalho. Sustentam que a atividade apontada como insalubre não consta da relação oficial elaborada pelo Ministério do Trabalho (NR-15) e que foi violada a diretriz mais recente sobre a matéria relativa à vibração, que é a 2002/44, da Comunidade Europeia.
A relatora do processo, desembargadora convocada Jane Granzoto Torres da Silva, afastou a alegação das empresas de afronta ao artigo 190, da CLT, porque o agente insalubre constatado (vibração) dispõe de previsão expressa na Norma Regulamentadora expedida pelo Ministério do Trabalho. Nesse sentido, afastou, também, violação ao artigo 5º, II, da Constituição da República, porque, “eventual afronta a esse dispositivo não se daria de forma direta e literal, como exigido pelo artigo 896, “c”, da CLT, mas de modo indireto e reflexo”.
Segundo a magistrada, também não cabe conhecimento do recurso por violação à Norma Regulamentadora 15 ou à Diretiva 2002/44, da Comunidade Europeia, por não se tratar de espécies normativas contempladas no artigo 896, “c”, da CLT.
“A Corte Regional convenceu-se do direito do motorista ao adicional de insalubridade, com estrito assento no laudo pericial produzido nos autos, conclusivo nesse sentido e fundamentado, a seu turno, em declarações e inspeção in loco”, afirmou a desembargadora. E concluiu que, para chegar a conclusões diversas das expostas no acórdão regional, “esta instância extraordinária teria de devassar a prova dos autos, o que lhe é vedado fazer pela Súmula 126 do TST”.
A Oitava Turma acompanhou o voto da relatora e não conheceu do recurso da empresa quanto ao tema.
Processo: RR – 1100-47.2013.5.03.0059  
fonte: Tribunal Superior do Trabalho.

      Nota MB - fiz questão de colocar uma foto do LAP 321 imagina se naquela época já existisse tal insalubridade, meu amigo talvez nem saiba o que é isso, um motor ligado ao seu lado passando de 40 graus, estradas, que estradas? imagina? fui em várias missões dirindo um desses, vibração! muitas  vibrações e uma dessas era conhecida como maleita mesmo, bichão tremia tudo tinha que diminuir a velocidade, hoje o negócio está moderno tem até ar condionado. É, está mudado mesmo chegou o futuro.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/10/2015 - General Joaquim Silva e Luna assume Secretária da Defesa

General Joaquim Silva e Luna   assume lugar de Eva Chiavon. Desde segunda dia 19/10/2015 já cumpre agenda da defesa.
O general Joaquim Silva e Luna tem um currículo invejável. Ele já assumiu a função e, sem estardalhaço, cumpre as funções e comparece a eventos como Secretário-geral da DEFESA.
Joaquim Silva e Luna só muda de gabinete. O militar já era do alto escalão do Ministério da Defesa, ocupava o cargo de chefe do Estado Maior do Comandante Villas Bôas.

Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/10/2015 - Exército ganha dos EUA em doação 50 blindados de guerra usados

Tanques possuem entre 29 e 32 anos de uso e serão trazidos de navio.
Carros serão destinados a unidades militares no RS, PR e MS, diz a Força.
O Exército brasileiro ganhou, em doação, do Exército dos Estados Unidos, 50 blindados de guerra usados e serão trazidos para o país de navio. O transporte e as inspeções de desembarque destes tanques serão custeados pelo Brasil.

Segundo o centro de comunicação do Exército, ainda não há previsão de quando os carros chegarão porque o armador (empresa que realizará o transporte marítimo) ainda não foi contratado.

Dentre os blindados há 34 viaturas de posto de comando do carro M577 A2, 12 viaturas para transporte de pessoal M113 A2 e 4 tanques blindados de socorro M88 A1. As unidades possuem, em média, 29 anos, 32 anos e 29 anos de uso, respectivamente, e foram inspecionadas e selecionadas dentre as em melhores condições, informou a assessoria de imprensa do Exército.

Os veículos não serão modernizados antes da viagem, mas podem passar por manutenções e adaptações antes de entrarem em operação.

O M577 A2 de comando conta com um sistema de comunicações destinado a entrar em contato com os outros carros no terreno e também outras redes de comunicação. Já o M113 é um veículo de transporte de pessoas com lagartas, capacidade anfíbia em pequenos cursos de água e grande capacidade de deslocamento em estradas em alta velocidade.

Este modelo já é usado pela Marinha brasileira e foi empregado em apoio à Polícia Militar do Rio de Janeiro durante a ocupação de favelas dominadas pelo tráfico na capital fluminense.

Não há informações sobre se as unidades foram usadas pelas tropas norte-americanas em zonas de combate.

Descarte
Conforme o Exército, os veículos de grande porte foram doados porque, "periodicamente, o Exército dos Estados Unidos desativa parte de suas viaturas blindadas consideradas como excedente e propõe a doação do material".

O Brasil é beneficiário devido a um acordo governamental que ocorre por intermédio do programa Foreing Military Sales (FMS) (vendas militares para o exterior, em tradução livre), que promove intercâmbios e negociações comerciais militares entre os dois países.

As viaturas de guerra norte-americanas serão destinadas à 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, em Curitiba (PR), à 6ª Brigada de Infantaria Blindada, em Santa Maria (RS), as Brigadas de Cavalaria Mecanizadas, localizadas no Rio Grande do Sul, e os Regimentos de Cavalaria Blindados, localizados no Rio Grande do Sul e no Mato Grosso do sul.

O Exército diz entender que "o custo-benefício é considerado altamente favorável, uma vez que se tratam de viaturas especializadas, todas  em ótimo estado de conservação para o fim a que se destinam".
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
22/10/2015 - Com ajuda do Exército, Polícia do DF apreende armas de fogo em loja de Taguatinga

22/10/2015 - Com ajuda do Exército, Polícia do DF apreende armas de fogo em loja de Taguatinga

As armas foram apreendidas na manhã desta quinta-feira (21), quando houve uma fiscalização em uma loja de armas Divulgação/Polícia do DF- R7.
A PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal) contou com a ajuda do Exército Brasileiro para apreender armas de fogo em Taguatinga, região do DF. Juntos, eles conseguiram apreender 12 armas longas e oito curtas, entre espingardas, carabinas, pistolas e revólveres, de diversos calibres. Além disso, foram apreendidas munições calibre .40, 7.65, 38, 9 mm, 380 mm, 7,62, dentre outras.
A ação foi feita por meio da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado em conjunto com equipes do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército. As armas foram apreendidas na manhã desta quinta-feira (21), quando houve uma fiscalização em uma loja de armas da quadra CSD 02, em Taguatinga Sul, onde foi localizado um verdadeiro arsenal de armas e munições em desacordo com as leis vigentes.

Diversas armas, segundo a polícia do DF, estavam com a numeração raspada ou suprimida. Um armeiro responsável pelo material foi preso em flagrante. Ele responderá pelo crime de posse irregular de arma de fogo de uso permitido, apreensão de arma de fogo, porte de munição – uso restrito e posse de munição – uso permitido.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/10/2015 - 'Operação Ágata 10' do Exército Brasileiro fiscaliza fronteiras de RR


A 'Operação Ágata 10' começou nesta quarta-feira (21) em Roraima. Com a finalidade de realizar ações pontuais contra os crimes transfronteiriços, a 1ª Brigada de Infantaria de Selva começou a ação em toda a extensão de fronteira e no interior do estado. A operação é coordenada pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas. G1 RR.
Durante a ação, a presença do Estado Brasileiro junto à faixa de fronteira será intensificada. O objetivo é contribuir no combate de ilícitos como o narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, contrabando de veículos, imigração ilegal e garimpo ilegal.
Além do combate a ilícitos, o Exército também levará atendimento médico, odontológico e hospitalar aos locais que forem visitados. Entretanto, as áreas de atuação específicas serão mantidas em sigilo para a manutenção do efeito surpresa, permitindo, assim, uma maior eficácia.
Histórico da Operação Ágata
Desde o lançamento em 2010, foram realizadas nove 'Operações Ágata' de forma não simultânea e uma simultânea. Os principais resultados foram: 319.635 veículos inspecionados; 222 aeronaves inspecionadas; 498 embarcações apreendidas; 498 embarcações vistoriadas e/ou notificadas; 106 armas apreendidas; 19,8 toneladas de explosivos apreendidos;11,8 toneladas de drogas apreendidas e revistadas 16.919 pessoas.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/10/2015 - O 6° grupo de mísseis e foguetes na operação Treme Cerrado

O 6º Grupo de Mísseis e Foguetes que tem a missão de realizar fogos contra alvos táticos, operacionais e até mesmo estratégicos, a fim de proporcionar à Força Terrestre o maior poder de fogo disponível. Normalmente, realiza fogos sobre estruturas estratégicas, centros de gravidade ou alvos de grande dimensões e longos alcances, conforme sua vocação para saturação de área. Pode, ainda, complementar o apoio de fogo prestado pela artilharia de tubo, executando fogos de aprofundamento do combate, bem como realizar os fogos em apoio às operações conjuntas.

Atualmente, o sistema ASTROS realiza fogos com os foguetes SS-09 TS, SS-30, SS-40 e SS-60, com alcance mínimo de 6,3 Km para o foguete SS 09-TS e com alcance máximo de 70,4 Km para o foguete SS-60, em altitude ao nível do mar. Os alvos mais compensadores para os foguetes são relacionados à interdição do campo de batalha, à artilharia inimiga, às concentrações de tropas ou de blindados, postos de comando, materiais de engenharia e instalações logísticas.

Na Operação Treme Cerrado, no Campo de Instrução de Formosa, a 6º Bateria de Mísseis e Foguetes, conforme foi denominada para o exercício, recebeu a missão de realizar fogos de saturação contra a Base logística Terrestre inimiga. Para o cumprimento desta missão foram disponibilizados 1 (um) Foguete SS-60, 16 (dezesseis) Foguetes SS-40, 05 (cinco) Foguetes SS-30 e 66 (sessenta e seis) Fgt SS 09-TS. tremecerrado.






Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

22/10/2015 - 14ª Brigada de Infantaria Motorizada – Operação Silva Paes

Florianópolis (SC) – De 11 a 17 de outubro, a 14ª Brigada de Infantaria Motorizada realizou, no Campo Marechal Hermes, em Três Barras (SC), a 1ª Fase da Operação Silva Paes, que teve por objetivo o adestramento dos Sistemas Operacionais de Combate, Apoio ao Combate e Logístico; avaliar o desempenho técnico e profissional dos quadros e adestrar a função de combate de fogos em coordenação com a manobra realizada.
Desde 19 de outubro, com o apoio do Comando de Aviação do Exército Brasileiro, foi desencadeada a 2ª Fase (aeromóvel) da Operação Silva Paes, em Florianópolis (SC), que visa treinar pessoal na guarda, defesa e reconhecimento de pontos sensíveis na Capital de Santa Catarina. Fotos: 14ª Bda Inf Mtz NE.



Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

Papo Verde Oliva

Pesquisar

NOTÍCIAS DO SITE

Total de visualizações de página

Insira o seu endereço de email, É GRÁTIS

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

OBRIGADO PELA INSCRIÇÃO

FIQUE BEM INFORMADO - AS MAIS LIDAS