MilitaresBrasil-

28/02/2015 - Marinha do Brasil realiza Parada Naval em comemoração aos 450 anos do Rio de Janeiro

Como parte das comemorações dos 450 anos do Rio de Janeiro, a Marinha do Brasil (MB) realiza, no dia 1° de março, uma Parada Naval na orla da cidade. Com previsão de início para as 10h, a Parada contará com sete navios da Marinha e partirá das proximidades do Forte São João, terminando no Leblon. O evento é franqueado ao público.

Além da Parada, em parceira com a Academia Brasileira de Vela Educativa (ABRAVELA), a MB apoiará a execução da competição a vela “Grand Regatta Rio 450” e do III Encontro Nacional de Segurança do Velejador.

A regata tem a largada prevista para as 13h nas proximidades da Escola Naval e segue até a Laje da Cagarra, de onde retorna ao ponto inicial, percorrendo cerca de 20 milhas náuticas. A competição contará com a participação do Navio-Veleiro “Cisne Branco” e de embarcações a vela que reconstituirão a viagem da frota de Estácio de Sá.

Já o III Encontro Nacional de Segurança do Velejador, tem início as 14h na Diretoria de Portos e Costas da Marinha e conta com ciclo de palestras, workshop e exames de habilitação abertos aos candidatos a Arrais e Mestre.

Mais informações acesse http://www.abravela.org/grand-regatta-2015.html.

Programa de eventos náuticos para o dia 1° de março de 2015.

07h  – chegada do Cruzeiro Bertioga-Rio, de veleiros que reconstituirão a expedição marítima de Estácio de Sá (ABVC);
07h30 - salvas de tiros (Fortaleza de São João e  NV Cisne Branco);
07h45 – início da cerimônia de entrega da chave da Cidade (Prefeito do Rio);
08h15 -  início da apresentação da Banda Marcial do 1° Batalhão de Guardas (Exército);
09h00 – início da visitação à Fortaleza de São João;
09h15 – início dos Exames de Habilitação Náutica (Capitania dos Portos - RJ);
09h30 – largada da Grand Regatta RIO 450 de remo em canoas polinésias (BRAVA’A)
09h45 - início da apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais (Marinha);
10h - Parada Naval RIO 450 (Comando de Operações Navais);
11h30 - Cerimônia de Premiação da Grand Regatta RIO 450 de remo em canoas polinésias;
13h00 – largada da Grand Regatta RIO 450 (ABraVela), de veleiros Classe Oceano;
14h00 – início do Ciclo de Palestras sobre Segurança da Navegação (Diretoria de Portos e Costas);
17h30 – Cerimônia de Premiação da Grand Regatta RIO 450 de veleiros Classe Oceano; e
18h – Show musical de encerramento.

Assista ao vídeo sobre a regata no link: http://youtu.be/hucE6_tkA34.
 

Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
28/02/2015 - Petrobras anuncia redução no preço do combustível para o Paraguai

28/02/2015 - Petrobras anuncia redução no preço do combustível para o Paraguai

Quem mora em Ponta Porã, MS, atravessa uma avenida e faz economia. Preço da gasolina está mais barato que no Brasil e deve cair ainda mais.
A Petrobras anunciou a quarta redução seguida nos preços dos combustíveis, só que no Paraguai. A empresa brasileira é uma das principais fornecedoras para o país vizinho.

Quem mora em Ponta Porã só precisa atravessar uma avenida para fazer economia, na hora de encher o tanque. O preço da gasolina já está mais barato que no Brasil, R$ 2,97, e vai cair ainda mais.
A Petrobras anunciou que a partir da segunda-feira de carnaval (16), o litro deve chegar a R$ 2,80, valor que pode ter uma pequena variação por causa da cotação do dólar, referência para a conversão de moedas.
Esta é a quarta vez, só este ano, que a Petrobras anuncia uma redução nos preços dos combustíveis, no Paraguai. Outras duas distribuidoras seguem o mesmo caminho de queda nos valores da gasolina e do óleo diesel porque no mercado internacional, o preço do barril de petróleo vem caindo.
No Brasil, o cenário é diferente e para o consumidor, a matemática está complicada. O que provocou o reajuste dos preços, no início de fevereiro, foi o aumento dos impostos sobre os combustíveis: PIS e Cofins, que tiveram impacto médio de R$ 0,22 sobre a gasolina e R$ 0,15 sobre o diesel.
A presença de brasileiros nos postos paraguaios aumentou mais de 20% nos últimos 15 dias e a expectativa de vendas é ainda melhor para a próxima semana, quando os preços na bomba devem cair ainda mais.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

28/02/2015 - Neste domingo 1⁰, acontece a troca da Bandeira Nacional, na Praça dos Três Poderes, em Brasília-DF

Fonte: Agência Força Aérea


  Cerimônia aberta ao público acontece neste domingo na Praça dos Três Poderes.
A Força Aérea Brasileira vai comandar a solenidade de substituição da Bandeira Nacional na Praça dos Três Poderes em Brasília. A troca ocorrerá no próximo domingo (01/03) a partir das 10h.

Essa é a maior bandeira hasteada do mundo, com 286m². Seu mastro, de 100m de altura, é de autoria do arquiteto Sérgio Bernardes.

A substituição da bandeira acontece no primeiro domingo de cada mês, desde 1973. Há um revezamento entre as três Forças Armadas, a Polícia Militar do Distrito Federal e o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal.

Neste mês, a cerimônia está a cargo do Sexto Comando Aéreo Regional e vai homenagear os militares do quadro de Especialistas de Aeronáutica, que comemoram seu dia em 25 de março - data que coincide com a criação da Escola de Especialista da Aeronáutica (EEAR), em 1941.

Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

28/02/2015 - AVIBRAS – Situação é gravíssima e divergências no MD

A fábrica de Jacareí só voltará a funcionar em março, e surgem graves divergências no Ministério da Defesa.
A situação da AVIBRAS se agrava a cada dia e está também mais distante de uma solução definitiva. Em coletiva o ministro da Defesa Jaques Wagner respondeu que a questão da empresa não era orçamentária mas de gestão. Foto MD.

A situação da AVIBRAS se agrava a cada dia e está também mais distante de uma solução definitiva. Os metalúrgicos da AVIBRAS rejeitaram, em assembleia, ocorrida nesta última segunda-feira, dia 23,  a proposta da empresa de pagar os salários atrasados apenas na primeira quinzena de abril.

O Sindicato exige que o pagamento seja feito imediatamente. E pela sexta vez consecutiva houve um adiamento do retorno aos trabalhos, o que colocou os níveis de tensão em patamares nunca alcançados ao longo dos mais de meio século de existência da empresa.

O trabalhadores da AVIBRAS estão há dois meses sem salário e em licença remunerada desde dezembro, embora tenham recebido apenas parte dos vencimentos. Uma nova assembleia está marcada para o dia 2 de março, data prevista para o encerramento da licença remunerada. Mas o próprio sindicato, que já apelou para a intervenção urgente do governo federal, desconfia que a empresa deve adiar novamente a retomada de suas atividades produtivas.

Além dos salários atrasados, a empresa deixou de pagar para os trabalhadores a primeira parcela da PLR 2014 (Participação nos Lucros e Resultados), no valor de R$ 2.500, e as multas referentes ao atraso salarial, no valor de R$ 15,60 por dia para cada trabalhador, conforme previsto na Convenção Coletiva da categoria.

A proposta de pagar os atrasados apenas em meados de abril foi rejeitada em assembleia na íntegra, já que os trabalhadores estão passando por diversas dificuldades financeiras. Muitos deles estão desesperados, inclusive pelo silêncio do governo federal e também da direção da AVIBRAS, cada vez mais distante de esclarecer definitivamente a situação que a empresa se encontra e qual seu futuro.

A AVIBRAS tem em seu quadro funcional 1500 funcionários, é uma das principais indústrias do setor bélico do país, considerada estratégica pelo governo de Dilma Rousseff e possui contratos com o governo federal, além de países como Indonésia e Arábia Saudita. Mesmo tendo R$ 2,4 bilhões em carteira de pedidos, com contratos já assinados, a empresa alega que está sem capital de giro, de acordo com os sindicalistas.

“Somente com muita luta é que vamos conseguir pressionar a empresa a pagar os salários atrasados. Os metalúrgicos estão cansados de esperar pelo pagamento, agora é hora de unir todos os trabalhadores da AVIBRAS para tornar nossa luta mais forte”, afirmou o diretor do Sindicato, José Dantas Sobrinho.
Divergências no MD
Na visita ao complexo de Itaguaí, composto pelas empresas NUCLEP e ICN (Itaguaí Construções Navais), responsáveis pela construção dos submarinos do PROSUB o ministro da Defesa Jaques Wagner concedeu uma entrevista coletiva. A visita ocorreu na terça-feira (24 FEV15).

Ao ser inquirido da situação da AVIBRAS, pelo editor-chefe de DefesaNet, o ministro da Defesa Jaques Wagner proferiu a seguinte resposta:

“O problema da AVIBRAS não é orçamentário é de gestão”.

Palavras que foram amplamente apoiadas pela Secretária-Geral do Ministério da Defesa Dra Eva Schiavon.

A visita de sindicalistas de São José dos Campos a autoridades militares do Ministério da Defesa geraram repercussões negativas da Secretária-Geral.

A estas divergências somem-se as repercussões negativas do imbroglio diplomátio pela não aceitação das credencias do Embaixador da Indonésia na sexta-feira (20FEV15), pela presidente Dilma Rousseff.

 Júlio Ottoboni - Correspondente DefesaNet
fonte: DEFESANET
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

28/02/2015 - Preso um dos envolvidos em latrocínio de tenente do Exército

Foi preso na manhã desta quinta-feira, 26, um dos envolvidos no latrocínio (roubo seguido de morte) do tenente Valzenir Gaspar de Souza, 60, no último domingo, 22, no bairro Carlito Pamplona.
Cleilson Pereira de Lima, 31, foi capturado no Centro, no cruzamento das ruas General Sampaio e São Paulo. Ele e mais dois homens são acusados de envolvimento no crime.
Conhecido como “Bode”, o acusado já responde por roubo, tráfico de drogas, receptação, formação de quadrilha e adulteração de chassi.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Cleilson foi encaminhado para o 7º Distrito Policial (DP).

Crime
Na manhã do último domingo, 22, três homens abordaram o tenente da reserva do Exército Brasileiro, Valzenir Gaspar de Sousa, 60, em frente à residência da vítima.
Com um revólver, o trio ameaçou o tenente, enquanto tentavam levar o seu carro. Apesar de ter entregado a chave para os bandidos, o homem levou um tiro na altura do peito, e não resistiu.
O veículo do tenente foi encontrado pela Polícia no mesmo dia na Comunidade do Gueto, na Barra do Ceará.
Redação O POVO Online
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
28/02/2015 - Hércules da FAB segue na Antártica três meses após pousar de barriga

28/02/2015 - Hércules da FAB segue na Antártica três meses após pousar de barriga

Aeronave ficou danificada em acidente e não pode voar sem conserto.
FAB não tem previsão de reparo ou desmanche; tratado proíbe deixá-la lá.

Eduardo Carvalho- G1 SP
Um avião modelo Hércules C-130, da Força Aérea Brasileira, que se acidentou na Antártica em novembro passado, continua de barriga no chão em uma base no continente mantida pelo governo do Chile, sem que haja previsão de conserto ou desmontagem para remoção ao Brasil.
Ilustração do acidente (Foto: G1) Com isso, segundo especialistas, o país estaria ferindo a exigência do Tratado Antártico, que rege as atividades na região, que proíbe os Estados-membros de deixarem resíduos em qualquer parte do território, com biodiversidade considerada sensível a impactos ambientais.

Imagem obtida pelo G1, feita há cerca de um mês, mostra o avião militar tombado na pista da base Eduardo Frei.
O acidente aconteceu em 27 de novembro, quando o cargueiro, que tem pouco menos de 30 metros de comprimento, realizava o traslado de civis e militares entre Punta Arenas, no Chile, para a base antártica.
O trecho integra a logística da FAB e da Marinha para levar cientistas e militares à estação Comandante Ferraz, na Baía do Almirantado, dentro do Programa Antártico Brasileiro (Proantar).
O local, reconstruído de forma provisória após incêndio ocorrido em 2012 (que causou a morte de dois militares), abriga pesquisadores responsáveis por estudos sobre mudanças climáticas, meteorologia, vida marinha, arquitetura e etc.
Da base chilena até Comandante Ferraz, o trajeto é feito de helicóptero ou por navio – modal utilizado com mais frequência.
Pouso de barriga
Avião Hércules C-130, da Força Aérea Brasileira, que está abandonado na Base Aérea Eduardo Frei, na Antártica, quatro meses após o acidente (Foto: Arquivo pessoal)Avião Hércules C-130, da Força Aérea Brasileira, que está abandonado na Base Aérea Eduardo Frei, na Antártica, quatro meses após o acidente (Foto: Arquivo pessoal)
As causas do acidente ainda são investigadas, mas há chance de que o clima hostil na Antártica, com ventos intensos e grande quantidade de nuvens, que prejudicam a visibilidade na hora do pouso, possa ter interferido.
Na época, o cargueiro repleto de militares e civis pousou de barriga, o que provocou danos em uma de suas hélices e nos trens de pouso. O impacto não deixou feridos, mas causou vazamento de combustível sobre a neve.
De acordo com a Aeronáutica, os fatores envolvidos ainda estão sob investigação e farão parte de um relatório final que não tem prazo para ser concluído. Além disso, segundo a assessoria de imprensa da FAB, por se tratar de um avião militar, não são divulgados detalhes do processo “por questões de segurança nacional”.

Risco de impacto ambiental
Fernando Arbache, especialista na área de segurança aérea e professor de logística da Fundação Getúlio Vargas (FGV), explica que consertar um avião do porte do Hércules pode ser uma operação muito custosa, já que aconteceria em meio à neve e não há grandes chances de testes de voo após a manutenção.
Ele explica que uma alternativa é desmontar a aeronave e trazer de volta, em navio, as peças, que virariam sucata ou seriam reaproveitadas para a manutenção dos outros 23 Hércules C-130 que integram a frota da FAB.

Porém, segundo ele, é preciso agir rápido para evitar possíveis impactos ambientais que a permanência da aeronave causaria no solo antártico.

“O avião está se deteriorando, pode soltar óleo e outros fluidos. Como a Antártica é muito sensível, qualquer impacto, mesmo que seja pequeno, pode ter um resultado negativo tanto para o meio ambiente, quanto para a imagem do Brasil perante os outros governos, que podem responsabilizar o país por abandonar um avião lá”, disse ele.

“Quanto mais você espera, pior fica a situação. [A situação] é mais séria do que se imagina”, complementa o especialista.
'Sem risco'
Segundo a Aeronáutica, o avião foi retirado da pista da base aérea Eduardo Frei e setores logísticos da FAB avaliam as possibilidades de recuperação da aeronave no local ou a desmontagem para o transporte.
Com relação aos vazamentos de fluidos logo após o acidente, a Força Aérea informou que uma equipe de militares do Brasil tomou providências logo após o acidente "para evitar qualquer tipo de contaminação do ambiente".
Em nota, a FAB comunicou que foram recolhidos resíduos líquidos derramados no solo por causa de danos nos motores e no trem de pouso, e foi feita a raspagem da neve contaminada na hora do acidente . Os fluidos existentes no avião foram drenados e acondicionados em tonéis e as partes elétrica e hidráulica foram "totalmente desenergizadas".

Ainda de acordo com a Aeronáutica, as missões do Brasil para a Antártica não foram afetadas e estão sendo atendidas por outras aeronaves. Por ano, são realizadas 20 voos dentro do Proantar, sendo dez de ida e outros dez de volta.
Foto de arquivo mostra pilotos em avião C-130 Hércules, que faz o transporte de militares e pesquisadores do Brasil para a Antártica (Foto: Eduardo Carvalho/G1)Foto de arquivo mostra pilotos em avião C-130 Hércules, que faz o transporte de militares e pesquisadores do Brasil para a Antártica (Foto: Eduardo Carvalho/G1)
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

28/02/2015 - PJM Manaus – soldado DTCEA-PV denunciado por homicídio é condenado

Em julgamento ocorrido ontem (26), soldado do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Porto Velho – DTCEA-PV, denunciado por homicídio pela Procuradoria de Justiça Militar em Manaus, foi condenado a 12 anos de reclusão pelo Conselho de Justiça da 12ª Circunscrição da Justiça Militar. Segundo a denúncia da PJM Manaus, em 12 de fevereiro de 2014, o acusado, prevalecendo-se da situação de serviço e mediante surpresa, efetuou cinco disparos de arma de fogo contra outro soldado, levando-o a óbito. A motivação para o ato, apurou o Ministério Público Militar, foi uma interpelação feita pela vítima ao denunciado, em momento anterior, para que esse atentasse às regras da caserna.
Ainda de acordo com a denúncia, o acusado, de forma premeditada, planejou todas as etapas da empreitada criminosa com o escopo de dificultar qualquer reação de defesa da vítima. Valendo-se da oportunidade em que prestava serviço de sentinela, atingiu o colega militar num súbito ataque, quando este se aproximou do portão de saída do DTCEA-PV. Só não foram efetuados mais disparos em virtude do travamento involuntário do armamento. Ressalte-se que os dois soldados tiveram o primeiro contato dentro do Destacamento no dia 10 de fevereiro de 2014, ou seja, 3 dias antes do fato delituoso, outro fator que demonstra o quão desrazoada foi a motivação do denunciado, avalia o MPM.
O Julgamento transcorreu por mais de 5 horas, com a presença de familiares dos envolvidos e da mídia local. Com o empenho do MPM que, na defesa da sociedade e no cumprimento da lei penal militar, buscava a condenação do acusado, concluiu o Conselho de Justiça, por unanimidade, pela procedência integral da denúncia, condenando o soldado à pena de 12 anos de reclusão.
Familiares da vítima, após a leitura da decisão pelo Conselho de Justiça, agradeceram o esforço do Ministério Público Militar, diante da justiça alcançada.
fonte: MPM
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/02/2015 - FAB completa 40 anos do recebimento dos primeiros caças F-5

Modernizado em 2006, o supersônico é a principal aeronave utilizada na defesa aérea brasileira.

Fonte: Agência Força Aérea
A Força Aérea Brasileira (FAB) completa  neste sábado (28/02) 40 anos do recebimento dos primeiros caças F-5 em Palmdale, nos Estados Unidos, onde foi fabricado. As três primeiras aeronaves, destinadas ao treinamento de pilotos, chegaram efetivamente ao Brasil em março de 1975 na Base Aérea de Belém e depois foram deslocados para a Base Aérea do Galeão.
Com duas turbinas a jato e possibilidade de atingir uma velocidade de até 1.316 km/h, a chegada dos caças representou um avanço para a defesa aérea do país, com a viabilidade de executar missões de interceptação, patrulha aérea de combate e escolta, reconhecimento aéreo e socorro em voo. Atualmente, as aeronaves já cumpriram quase 285 mil horas de voo pela FAB.
Naquele ano (1975), o governo federal adquiriu 42 caças F-5. O traslado das aeronaves dos Estados Unidos para o Brasil foi efetuado por militares da FAB com apoio de um C-130 Hércules em uma operação denominada Tigre.
“É importante que todos os militares envolvidos na Operação Tigre estejam conscientes de que o sucesso desta Operação é também a afirmação do poder aeroespacial”, disse na época o chefe da missão, Major-Brigadeiro Rodolfo Becker Reifschneider, ressaltando a importância que as novas aeronaves teriam para o Brasil.
Ao longo desses 40 anos, o F-5 participou de diversas missões para a segurança do País, a exemplo da Guerra das Malvinas, quando aviões ingleses foram interceptados por caças brasileiros e obrigados a pousar. Já na Copa do Mundo, em 2014, as aeronaves também foram utilizadas para a defesa do espaço aéreo e de pontos estratégicos nas cidades-sede.
Modernização - Com a aposentadoria dos Mirage, em 2013, o F-5 passou a ser a principal aeronave para defesa aérea do espaço aéreo brasileiro  . Para isso, os F-5 passaram por um processo de modernização, com início em 2006 e conclusão em 2013, que incluiu a troca do radar, dos sistemas de bordo e dos armamentos. A aeronave conta hoje com equipamentos como um sensor de mira acoplado ao capacete, que pode ser utilizado para guiar os mísseis com o movimento da cabeça do piloto.
Hoje modernizados, os F-5 integram três esquadrões da FAB: o Pampa, sediado em Canoas (RS); o Pacau, sediado em Manaus (AM); o Jambock e o Pif Paf, sediados em Santa Cruz (RJ).






Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
27/02/2015 -  Motociclista embriagado atropela dois soldados do Exército na BR 418: Soldado está em estado grave

27/02/2015 - Motociclista embriagado atropela dois soldados do Exército na BR 418: Soldado está em estado grave


Caravelas: Na madrugada desta sexta-feira, 27 de fevereiro, a PRF foi informada de um grave acidente, ocorrido na BR 418. Uma equipe de patrulheiros, comandada pelo Agente Batista, se deslocou até o Km 03 da referida BR, onde comprovaram a veracidade dos fatos. A rodovia passa por reformas e manutenção, que vem sendo realizada por soldados do Exército Brasileiro. Os soldados chegaram ao local, e estavam sinalizando a rodovia, momento em que um homem a bordo de uma motocicleta CG/150 de cor vermelha, em alta velocidade atropelou 02 soldados.
Com a violência do choque, os soldados e o motociclista foram arremessados a uma distância considerável. Os soldados caíram em um buraco, e um dos militares bateram violentamente com a cabeça. Já o motociclista foi lançado na rodovia e teve fratura exposta. Soldados realizaram o procedimento de primeiros socorros às vítimas e acionaram o SAMU e ambulâncias da região. As vítimas foram socorridas e encaminhadas ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas. 
O motociclista e causador do acidente foi identificado como sendo Benedito de Jesus Souza, 34 anos. O mesmo estava em visível estado de embriaguez, e após consulta feita pelo Agente da PRF Batista, foi identificado que o mesmo não possui CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Benedito fraturou a perna direita e encontra-se na UTI do HMTF. Um dos soldados, ainda não identificado, teve ferimentos leves e foi encaminhado ao quartel, já o outro militar, identificado como SD Cássio Santos e Silva, 19 anos de idade, teve traumatismo craniano (TCE) e seu estado de saúde é gravíssimo. 
O fato foi registrado pela PRF que apresentará o caso na delegacia de Polícia Civil. Benedito só não foi preso em flagrante porque precisou de atendimento médico. O mesmo, além de alcoolizado e sem CNH, conduzia em alta velocidade, infringindo várias regras de trânsito. Após receber alta, o mesmo deverá ser encaminhado à delegacia. Nossa equipe está acompanhado o caso e a qualquer momento mais informações sobre o acidente e as vítimas. 
Por: Rafael Vedra/Liberdadenews
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/02/2015 - BOLSONARO REPRESENTA CONTRA LULA


Nesta data representei contra o Senhor Luiz Inácio Lula da Silva, junto ao Ministério Público, pela evidente prática de crime contra a segurança nacional, a ordem política e social.
..... “EU QUERO PAZ E DEMOCRACIA, MAS SE ELES NÃO QUEREM, NÓS SABEMOS BRIGAR TAMBÉM...”
..... “ SOBRETUDO QUANDO JOÃO PEDRO STÉDILE COLOCAR O EXÉRCITO (MST) DELE NO NOSSO LADO...”


A íntegra da representação: http://www.bolsonaro.com.br/representacao_lula.pdf
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/02/2015 - Aneel aprova aumento de até 39,5% para contas de luz de 58 distribuidoras

A partir da próxima segunda-feira (2), a conta de luz vai ficar mais cara para consumidores atendidos por 58 concessionárias. A revisão tarifária extraordinária para essas empresas foi aprovada hoje (27) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e a previsão é de aumento médio de 23,4%.
Os maiores reajustes serão para as distribuidoras AES Sul (39,5%), Bragantina (38,5%), Uhenpal (36,8%) e Copel (36,4%). Os mais baixos serão aplicados para as distribuidoras Celpe (2,2%) e Cosern (2,8%).
A distribuidora CEA, do Amapá, não pediu a revisão tarifária. Já as empresas Amazonas Energia (AM), Boa Vista Energia e CERR (RR) não terão revisão tarifária porque não participam do rateio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e não estão no Sistema Interligado Nacional. A Ampla (RJ) também não passou pela revisão, porque seu processo tarifário ocorre em 15 de março, quando todos os efeitos serão considerados.
Os impactos da revisão serão diferentes conforme a região da distribuidora. Para as concessionárias das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, o impacto médio será de 28,7% e, para as distribuidoras que atuam nas regiões Norte e Nordeste, de 5,5%. A diferença ocorre principalmente por causa do orçamento da CDE e da compra de energia proveniente de Itaipu.

Também começam a valer na semana que vem os novos valores para as bandeiras tarifárias, que permitem a cobrança de um valor extra na conta de luz, de acordo com o custo de geração de energia. Além da revisão extraordinária, as distribuidoras passarão neste ano pelos reajustes anuais, que variam de acordo com a data de aniversário da concessão.
Segundo a Aneel, a revisão leva em consideração diversos fatores, como o orçamento da CDE deste ano, o aumento dos custos com a compra de energia da Usina de Itaipu - por causa da falta de chuvas -, o resultado do último leilão de ajuste – que aumentou a exposição das distribuidoras ao mercado livre – e o ingresso de novas cotas de energia hidrelétrica. “No ano passado e neste ano, o custo da energia elétrica tem sido realmente alto, porque o regime hidrológico não está favorável, temos despachado todas as térmicas, que têm um custo mais alto”, explicou o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino.
A revisão extraordinária está prevista nos contratos de concessão das distribuidoras e permite que a Aneel revise as tarifas para manter o equilíbrio econômico e financeiro do contrato, quando forem registradas alterações significativas nos custos da distribuidora, como, por exemplo, modificações de tarifas de compra de energia, encargos setoriais e de uso das redes elétricas. Na tarde de hoje, a Aneel também aprovou o orçamento da CDE para este ano, que prevê repasse de R$ 22 bilhões para a conta dos consumidores de energia.
Entre dezembro de 2014 e fevereiro de 2015, várias empresas solicitaram a revisão extraordinária, por causa da falta de chuvas e da maior necessidade de compra de energia de termelétricas, que é mais cara.
Veja abaixo os percentuais de reajuste por distribuidora:
Celpe 2,20%
Cosern 2,80%
Cemar 3,00%
Cepisa 3,20%
Celpa 3,60%
Energisa PB 3,80%
Celtins 4,50%
Ceal 4,70%
Coelba 5,40%
Energisa Borborema 5,70%
Sulgipe 7,50%
Energisa SE 8,00%
CPFL Sta Cruz 9,20%
Coelce 10,30%
Mococa 16,20%
Ceron 16,90%
CPEE 19,10%
João Cesa 19,80%
Cooperaliança 20,50%
Eletroacre 21,00%
Santamaria 21,00%
Chesp 21,30%
CSPE 21,30%
CEEE 21,90%
Light 22,50%
CJE 22,80%
Ienergia 23,90%
CEB 24,10%
Elektro 24,20%
Celesc 24,80%
Bandeirante 24,90%
ENF 26,00%
Escelsa 26,30%
Cemat 26,80%
Energisa MG 26,90%
Eflul 27,00%
Eletrocar 27,20%
Celg 27,50%
DME-PC 27,60%
Enersul 27,90%
Cemig 28,80%
CPFL Piratininga 29,20%
EDEVP 29,40%
CPFL Paulista 31,80%
Hidropan 31,80%
CFLO 31,90%
Eletropaulo 31,90%
Forcel 32,20%
Caiua 32,40%
Demei 33,70%
Muxfeldt 34,30%
Cocel 34,60%
CNEE 35,20%
RGE 35,50%
Copel 36,40%
Uhenpal 36,80%
Bragantina 38,50%
AES Sul   39,50%
Sabrina Craide - Repórter da Agência Brasil Edição: Stênio Ribeiro
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/02/2015 - Parabéns Missão cumprida

Quartéis do Exército de todas as partes do Brasil realizaram o licenciamento da 2ª turma do grupamento "A" dos soldados incorporados no ano de 2014.
Parabéns! Missão cumprida!
fonte: EB
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/06/2015 - 4º Batalhão de Infantaria Selva, Atendimento Rio Acre

O Comando de Fronteira Acre/4º Batalhão de Infantaria Selva, Rio Branco/AC, está auxiliando no atendimento às vítimas da enchente do Rio Acre, nos municípios de Brasiléia, Epitaciolândia e Rio Branco.
fonte: EB
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
27/02/2015 - Suspeito de matar soldado da Base Aérea de RO será julgado nesta quinta, 26

27/02/2015 - Suspeito de matar soldado da Base Aérea de RO será julgado nesta quinta, 26

Crime aconteceu em fevereiro de 2014; amigos planejam caminhada pacífica. Família da vítima vai assistir ao julgamento, que será realizado em Manaus.
Mary Porfiro, Do G1 Ro
ImagemSerá julgado, nesta quinta-feira (26), em Manaus (AM), às 14h, o suspeito de assassinar com tiros à queima roupa o soldado da Base Aérea de Porto Velho Alisson Renan de Oliveira, de 22 anos. O crime aconteceu, no dia 12 de fevereiro de 2014, na guarita do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA), localizado em frente ao Aeroporto Internacional Jorge Teixeira, em Porto Velho. Os pais, a irmã e a ex-noiva da vítima já estão na capital amazonense para acompanhar o julgamento.
Maria do Socorro, mãe de Alisson, disse que, como o processo segue em sigilo, não sabe detalhes da investigação e nem como vai reagir ao ver o suspeito do assassinato. "Ele era meu único filho homem e deixa muitas saudades. Iremos onde for necessário para pedir justiça pela morte de um menino atencioso, educado, que não tinha vícios", afirmou.
Segundo a família, desde criança Alisson almejava trabalhar nas forças armadas. No ano em que morreu, a vítima cumpria missão em Ji-Paraná e ficava 40 dias no interior e 40 dias na capital.
O militar chegou a Porto Velho no dia 10 de fevereiro do ano passado, uma segunda-feira, e estava de serviço de terça para quarta-feira, mas não voltou para casa no horário em que deveria, porque foi assassinado. "Não tive nem tempo de conversar com meu filho. Ele amava o que fazia. Eu o esperava em casa, mas infelizmente, ele não voltou com vida", diz Maria.
De acordo com a testemunha principal do caso, o recruta que efetuou os disparos contra Alisson chegou atrasado e recebeu ordens da vítima para que tomasse seu posto na guarita. A determinação não foi seguida pelo militar, que seguiu para o refeitório da base para tomar café. Alisson repreendeu o recruta novamente, por ter chegado atrasado, por não ter cumprido a ordem e por estar tomando o café destinado a quem estaria saindo do trabalho. Segundo a testemunha, o acusado não respondeu e só tomou o posto quando terminou de comer. Quando Alisson chegou à guarita, o recruta fingiu que o controle do portão quebrou e que iria abri-lo manualmente. Neste momento, efetuou os três à queima roupa contra a vítima.
O acusado foi preso em flagrante e, em depoimento, disse que não gostou da maneira como foi notificado e que o soldado Alisson não deveria "ter cruzado seu caminho".
Apesar do crime ter acontecido na capital rondoniense, o caso será julgado no Amazonas, pela 12ª Região Militar, onde fica localizada a sede do Comando Militar que rege os estados do Amazonas, Roraima, Acre e Rondônia. O inquérito corre sob sigilo, conforme previsto no Código de Processo Penal Militar.
A família e os amigos que não acompanharão o julgamento em Manaus estão organizando uma caminhada pacífica para pedir justiça e a apuração dos fatos. O movimento será realizado às 13h (horário local), no final da avenida Jorge Teixeira, em frente ao aeroporto da capital, onde ocorreu o crime. Os organizadores estão pedindo aos participantes que utilizem camisas brancas.

Família de soldado assassinado por colega de trabalho em RO pede justiça

Familiares fizeram manifesto pacífico com cartazes e faixas em Porto Velho. Julgamento está acontecendo em Manaus, AM, na tarde desta quinta-feira.
Mary Porfiro
No início da tarde desta quinta-feira (26), familiares do soldado da Base Aérea de Porto Velho (BAPV) Alisson R. de Oliveira, assassinado em fevereiro de 2014 quando saía do serviço, pediram justiça, com faixas e cartazes na entrada do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA), local do crime. Os pais da vítima, a irmã e a ex-noiva estão presentes no julgamento que está acontecendo em Manaus (AM), enquanto os demais familiares aguardam o resultado na capital rondoniense.
Segundo José Augusto, tio da vítima, a ideia do manifesto pacífico é relembrar o caso e expandir a esperança da condenação do recruta acusado de atirar em Alisson. "Meu sobrinho morreu sem motivo. Ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém. Queremos justiça e, por mais que o julgamento esteja acontecendo em Manaus, estamos aqui em Porto Velho com esperança de que o suspeito seja condenado", afirma.
A família do soldado escolheu o horário de almoço para fazer a manifestação porque a intenção era lembrar o caso uma hora antes do início do julgamento, que estava marcado para as 14h (horário local). "Não vamos ficar aqui a tarde toda. Queremos apenas relembrar o que houve e, caso não haja justiça, estaremos sempre que possível tirando a poeira do caso do soldado R. Oliveira", conclui o tio de Alisson.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/02/2015 - FAB organiza o maior exercício de Busca e Salvamento da América Latina

Fonte: Agência Força Aérea
Treinamentos serão realizados no mar e na terra  Sargento Bruno Batista A quarta edição da operação Carranca vai reunir mais de 350 militares em Florianópolis.
Começa na próxima segunda-feira (02/03) a Operação Carranca IV, considerado o maior exercício de Busca e Salvamento (SAR, do inglês Search and Rescue) da América Latina. Até o dia 13 de março, mais de 350 militares vão participar de treinamentos no mar e na terra, com a finalidade de trocar experiências e nivelar o conhecimento. A operação, que ocorre na Base Aérea de Florianópolis (BAFL), é uma preparação para as missões reais de busca e salvamento.

Durante duas semanas, aviões de busca, helicópteros de salvamento e um navio da Marinha receberão diversas missões, como localizar e resgatar náufragos, embarcações à deriva, aeronaves acidentadas e pilotos ejetados. A Força Aérea Brasileira vai empregar os helicópteros H-1H, H-34 Super Puma, H-60 Black Hawk e os aviões SC-105 Amazonas, P-95 Bandeirulha e P-3AM Orion. O trabalho será gerenciado por dois Centros de Coordenação de Salvamento destinados às missões no mar e na terra.
Coordenado pelo Subdepartamento de Operações do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA)o treinamento envolve diversas unidades do Comando da Aeronáutica, entre elas: os cinco Centros de Coordenação de Salvamento Aeronáutico do Brasil, conhecidos como Salvaeros; a Segunda Força Aérea (FAE II); o Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (1° GCC) e a BAFL. Participam também a Marinha do Brasil, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, a Petrobras e o Grupo de Apoio à FAB (GAFAB).
O exercício pretende servir, ainda, de fórum de discussões e de laboratório para a elaboração de novas doutrinas para a atividade SAR, incluindo treinamento exclusivo de coordenação e execução das missões componentes das operações de salvamento.

O termo “Carranca” refere-se à alcunha do Major Médico Carlos Alberto Santos – militar do Esquadrão Pelicano e do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento, ambos localizados em Campo Grande (MS), cuja vida foi marcada pelo comprometimento e obstinação em salvar vidas.

Após o início da operação, o exercício poderá ser acompanhado por meio do blog www.carranca.aer.mil.br

Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

27/02/2015 - Clube militar: Exército, só o de Caxias


Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
26/02/2015 - Falso militar é preso com carro roubado

26/02/2015 - Falso militar é preso com carro roubado

A Polícia Militar de Imbituva prendeu, na tarde de terça-feira (24), um rapaz que se passava por cabo do Exército. A Equipe Rádio Patrulha Autos (RPA), ao visualizar um veículo Honda Civic em atitude suspeita no centro da cidade, acabou fazendo a abordagem. O condutor se identificou como cabo do Exército Brasileiro do 13º Batalhão de Infantaria Blindada (13º BIB), mostrando aos policias uma farda que estava no banco do motorista, dizendo era sua. Ainda apresentou um documento do Centro de Estudos das Academias Militares do Curso de Aspirante.
Ao inspecionar detalhadamente, os PMs notaram que ele havia colado a própria foto sobre a foto original do documento. Ao mesmo tempo, a equipe verificou que a placa do carro estava registrada no sistema como tendo sido furtado em Ponta Grossa. Quando os policiais perguntaram sobre a procedência do veículo, o rapaz empreendeu fuga, e chegou a passar por dentro de casas e terrenos da vizinhança, na tentativa de despistar a PM.
Ele acabou sendo alcançado na Rua Jacob Brenner. Em revista detalhada no porta-malas do automóvel foram encontradas várias peças de fardamento, uma mochila do Exército e um cinto de guarnição com um simulacro de pistola. A PM entrou em contato com o 13º BIB, quando foi informada de que o rapaz pertenceu ao quadro de militares, mas havia sido excluído por má disciplina.
No carro apreendido também havia várias carteiras e documentos de outros militares e civis, além da chave de um quarto de hotel da cidade. A equipe se deslocou até o hotel, onde foi informada de que dois aparelhos de TV haviam sido furtados.
O suspeito admitiu o furto, e revelou que havia vendido os produtos para comerciantes locais, que não sabiam se tratar de eletrônicos roubados, e só aceitaram fazer negócio com a promessa de que ele voltaria, mais tarde, com as notas fiscais.

  Carro estava recheado de produtos de furto
Entre os produtos de furto recolhidos pela PM estavam, celulares, tablet, televisores, além dos itens já mencionados. O rapaz foi conduzido posteriormente até a Delegacia de Polícia Civil de Imbituva, assim como os compradores das TVs, para mais esclarecimentos.
fonte: jornaldamanha
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

26/02/2015 - Desembargador cassa decisão de juiz do Piauí que suspendeu Whatsapp


O desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI), cassou hoje (26) a decisão do juiz Luiz Moura Correia, que determinou a suspensão do aplicativo Whatsapp em todo o território nacional, em mandado expedido no último dia 11.
Alencar entendeu que o mandado judicial é "sem razoabilidade", por suspender um serviço “que afeta milhões de pessoas, em prol de investigação local”, conforme sumário publicado no site do tribunal.
Ontem (25), a decisão do juiz Luiz Moura Correia foi recebida com surpresa pelo setor de telecomunicações, que considerou a medida desproporcional, segundo nota divulgada pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil).
“O SindiTelebrasil entende que a medida pode causar um enorme prejuízo a milhões de brasileiros que usam os serviços, essenciais em muitos casos para o dia a dia das pessoas, inclusive no trabalho”, disse, em nota, a entidade.
A Polícia Civil informou que vai solicitar novas medidas judiciais, que ainda estão sendo estudadas. O objetivo, segundo o órgão policial, não é bloquear o aplicativo, mas obter as informações necessárias que estão sendo solicitadas desde 2013 aos responsáveis pela empresa.
A delegada Kátia Esteves, que comanda a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, designada para chefiar as investigações, ao falar nesta quarta-feira com a imprensa sobre a decisão do juiz, foi indagada se os processos estão relacionados a investigações sobre denúncias de exposição de imagem de crianças e adolescentes na rede social. Ela, no entanto, não confirmou a informação. De acordo com a polícia, o caso está sob segredo de Justiça.
No começo da noite, o Tribunal de Justiça do Piuaí divulgou nota confirmando que a investigação que levou ao pedido de suspensão do Whatsapp está relacionada à denúncia de crime de pedofilia. "Um provável crime de pedofilia, envolvendo a divulgação de imagens de menores, que seriam estudantes de colégios particulares de Teresina", diz o tribunal. A nota também esclarece que Alencar concedeu, monocraticamente, liminar em favor da Global Village Telecom S.A., Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A (Embratel) e Claro S. A.
Mais cedo, o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) disse que todas as empresas representadas recorreram ou irão recorrer da decisão. Entre elas, a Oi, Tim e Vivo.
Nesta quinta-feira, o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, comentou sobre a decisão do juiz da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina. Ele  disse que o aplicativo Whatsapp deve cumprir as determinações judiciais no Brasil. “As empresas que operam no Brasil, como o Whatsapp e o Facebook, devem fornecer informações por requisição judicial, não há dúvida. Mas a solução não é o bloqueio do serviço”, ressaltou.
Fonte: Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil* Edição: Aécio Amado

*Colaborou Sabrina Craide
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

26/02/2015 - Senado aprova projeto que concede licença-maternidade para servidoras militares

O Senado aprovou hoje (26) projeto de lei que estende às servidoras públicas militares o direito à licença-maternidade de seis meses, que as civis já têm e as empregadas de empresas privadas podem ter ou não, de acordo com a política da empresa.
O projeto também trata de outros benefícios já previstos para civis, como licença para adotantes e licença-paternidade. Os pais poderão tirar licença de cinco dias e as mães adotantes de 90 dias, se o filho tiver menos de um ano, e de 30 dias se ele tiver mais que essa idade. Além disso, estabelece que a gestante, servidora das Forças Armadas possa mudar de função durante esse período, se sua condição de saúde exigir, retornando para a atividade anterior após o fim da licença.
As militares também passam a ter direito de tirar uma hora de descanso por dia enquanto estiverem amamentando durante os primeiros seis meses da criança. Isso porque a licença maternidade poderá ser tirada em quatro ou seis meses, conforme a opção da mãe, pois ela poderá optar por retornar mais cedo ao trabalho e garantir uma hora por dia para a amamentação. Esse período poderá ser dividido em dois de 30 minutos.
Em caso de aborto, a funcionária militar também poderá tirar 30 dias de licença remunerada. O projeto já foi aprovado também na Câmara e, por isso, segue agora para sanção da presidenta Dilma Rousseff.
O direito é estabelecido no PLC 22/2013, aprovado nesta quinta-feira (26) pelo Senado, que segue agora para sanção presidencial. De acordo com o texto aprovado, a militar terá direito a licença-maternidade de 120 dias, prorrogáveis por mais 60, conforme previsto na Lei 11.770/2008.

Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil Edição: Jorge Wamburg
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

26/02/2015 - Governo e estados planejam mudanças na lei para enfrentar crime organizado

Combate ao crime
Grupo de trabalho foi criado para discutir projetos de lei que serão encaminhados em breve ao Congresso Nacional
Em busca de consenso sobre alterações legislativas contra o crime organizado e a violência, o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, reuniu-se, nesta quinta-feira (26), em Brasília, com secretários de Segurança Pública de todo o Brasil.
Um grupo de trabalho foi criado para discutir projetos de lei que serão encaminhados em breve ao Congresso Nacional.
"O governo federal e os governo estaduais têm um consenso. Nós temos uma tarefa, um desafio pela frente que é enfrentar, entre outros crimes, a questão do ataque a caixas eletrônicos, que vêm abastecendo o cofre de organizações criminosas que geram violência no país. Queremos aperfeiçoar nossas leis em várias questões e dosar as penas como elas devem ser dosadas, nos casos em que é necessário", explicou o Cardozo.
O ministro da Justiça adiantou que já articulou com o Poder Legislativo o encaminhamento das propostas contra o crime. "Nossa ideia é, agora, retomar essa discussão para que em um curto espaço de tempo possamos encaminhar ao Congresso Nacional esses projetos de lei.  Já há uma boa vontade do presidente da Câmara,Eduardo Cunha, que diz que assim que chegarmos a um consenso ele pautará essas matérias", afirmou.
O ministro Cardozo também destacou a política de integração e a proposta de um pacto nacional contra homicídios.
"Nós temos organizado com os governo estaduais operações conjuntas, num modelo semelhante ao adotado na Copa do Mundo. Estamos articulando ainda um pacto que seja firmado por todos os governadores, pela presidenta da República, com apoio de todos os nossos órgãos, para que nós tenhamos o desafio claro nesse período, com metas estabelecidas, com parcerias também pactuadas para que nós possamos reduzir a violência no país", reforçou.
O encontro foi realizado durante a reunião ordinária do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (Consesp). Também participaram a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, e o secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Gabriel Sampaio.
Fonte: Ministério da Justiça
Governo e estados planejam mudanças na lei para enfrentar crime organizado
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
26/02/2015 - Secretaria de Segurança e Exército discutem operacionalização do Sisfron

26/02/2015 - Secretaria de Segurança e Exército discutem operacionalização do Sisfron


Campo Grande (MS) – O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Sílvio Maluf, recebeu nesta quarta-feira (25), no gabinete da Sejusp, em Campo Grande, o gerente do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras, general de Exército Carlos Roberto Pinto de Souza, acompanhado da equipe responsável pela instalação do Sisfron em Mato Grosso do Sul.  Foto: Joelma Belchior.
 A operacionalização e a infraestrutura do Sisfron, foram os temas discutidos no encontro. “Queremos tranquilizar o secretário Maluf, quanto ao cumprimento de prazos dos cronogramas de instalações dos equipamentos”, destacou o general Carlos Roberto.
        Durante a reunião foram apresentados mapas das áreas localizadas na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai e a Bolívia, que serão cobertas pelo sistema e também, os locais estratégicos escolhidos para a construção das torres, onde serão instalados os equipamentos de comunicação das forças.
        O secretário Sílvio Maluf lembrou que Mato Grosso do Sul é parceiro do Exército na implantação e também na execução do Sistema de Monitoramento de Fronteiras, e destacou que as equipes da Sejusp desde já estão à disposição.
Sobre o Sisfron
        Com investimentos de mais de R$ 12 bilhões em recursos do Governo Federal e um tempo de 10 anos para total implantação, o Sisfron é considerado um projeto caro e muito ousado, que vai empregar tecnologia para ajudar o Exército Brasileiro, em parceria com as Secretarias de Segurança, a melhorar a segurança pública em quase 17 mil quilômetros de fronteira, na divisa de 11 estados brasileiros com outros países.
        No fim do ano passado foi ativada a primeira unidade do Sisfron aqui em Mato Grosso do Sul, no município de Dourados, para fortalecer a presença e a capacidade de ação do Estado na faixa de fronteira, bem como, auxiliar as forças policiais no combate à ilícitos como o tráfico de drogas, armas, contrabando e também, defesa sanitária.
        “É um projeto estratégico do Exército Brasileiro para todos, pois é através do Sisfron que vamos otimizar sistemas, reduzir custos e estreitar as relações com os órgãos de segurança pública e as polícias, visando o combate ao crime, defesa das nossas fronteiras e também, a prestação melhores serviços para a sociedade como um todo”, explicou o coronel Gerson Gomes Novo, adjunto do Centro de Monitoramento de Fronteiras do Centro de Comando e Guerra Eletrônica do Exército.
fonte: pantanalnews
        Também estiveram presentes na reunião, o secretário adjunto de Segurança Pública do Estado, Hélton Fonseca, o superintendente de Segurança Pública da Sejusp, delegado Antônio Carlos Videira, o superintendente de Planejamento, Projetos e Ações Integradas das Políticas de Segurança Pública, coronel Luiz Carlos Garcia Gomes, o delegado Luiz Sérgio da Silva, coordenador de Operações de Inteligência da Sejusp e Rafael Timoteo, procurador do Estado. 
 Por Joelma Aparecida Belchior da Silva do Notícias MS/ Redação Pantanal News.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
26/02/2015 - Feira de defesa em Abu Dhabi tem empresas brasileiras

26/02/2015 - Feira de defesa em Abu Dhabi tem empresas brasileiras

Expositores participam da Idex em estande organizado pela Apex e pela Abimde, associação do setor que considera o Oriente Médio um mercado prioritário.


São Paulo - Realizada nesta semana em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, a feira do setor de defesa e segurança Idex oferece oportunidades para os fabricantes brasileiros do setor. Algumas empresas participam da mostra no pavilhão brasileiro por meio de um convênio entre a Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (Abimde) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A Embraer também está no evento, mas em outro estande.
Divulgação Estande da Truckvan: empresa produz veículos militares. Diretor-técnico da Abimde, o coronel Armando Lemos afirmou à ANBA, por email, que a associação participa da mostra que é realizada a cada dois anos desde 2009. No ano passado, a Abimde esteve em outra feira na região, a Milipol, no Catar. Segundo Lemos, expor produtos nessas mostras é uma oportunidade de consolidar a presença na região e conquistar novos mercados. Ele observou que a indústria de defesa do País pode ser uma alternativa aos fornecedores europeus e da América do Norte.

“O Oriente Médio é um dos mercados prioritários das empresas brasileiras. Vários países do Oriente Médio vêm buscando fornecedores alternativos fugindo da dependência exclusiva da América do Norte e Europa”, afirmou Lemos. Ele acrescentou que a Idex é a principal feira da região. A mostra começou no domingo (22) e termina nesta quinta-feira (26).

No estande organizado pela Abimde e pela Apex estão as empresas Bombas Triglau, CBC, Novaer Craft, Truckvan, Forjas Taurus, BCA, Gespi, AS Avionics, Tecnobit, Glágio do Brasil, Condor, Cecil, Imer e Índios Pirotecnia. Dessas, a Condor (armas não letais), Taurus (armas de fogo) e CBC (cartuchos) já exportam para a região, segundo informações da Abimde.

Primeira vez

Sócio-diretor da indústria de carretas Truckvan, Alcides Braga afirma que a empresa participa do evento pela primeira vez em busca de clientes nos países árabes. “O objetivo da Truckvan é mostrar para o Oriente Médio como suas unidades móveis podem dar mais mobilidade e praticidade para diversos projetos, tanto na área de defesa e segurança quanto para os setores de saúde, serviços, eventos e capacitação profissional”, afirmou. A empresa apresenta os veículos por meio de vídeos e materiais informativos.

Nesta feira, a empresa apresenta as Plataformas de Observação Elevada (POE), que foram utilizadas na Copa do Mundo realizada no Brasil no ano passado, e são indicadas para monitoramento de áreas públicas com grande concentração de pessoas. A empresa apresenta também na Idex veículos utilizados como abrigo de telecomunicações do Exército brasileiro.

Aviões militares

A área de Defesa e Segurança da Embraer mostra na feira radares, satélites e sistemas de comunicação avançada, mas os principais produtos apresentados na Idex são os aviões A-29 Supertucano, turboélice de ataque leve e treinamento militar, e o novo jato militar KC-390, que está em fase de testes. O modelo poderá ser empregado em diferentes operações, como transporte de tropas, reabastecimento, combate a incêndios, busca e resgate. A Força Aérea Brasileira (FAB) já encomendou 28 unidades. Segundo a Embraer, há intenções de compra de outros países que somam 32 aeronaves.

Esta não é a primeira participação da indústria aeronáutica brasileira no evento. De acordo com informações da Embraer, além dos clientes do Oriente Médio, a Idex recebe muitos compradores de países do Norte da África. Em nota divulgada pela empresa, o CEO da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, afirma que a companhia oferece “soluções sob medida” para cada cliente da região.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

26/02/2015 - Exército da apoio em Rio Acre em Xapuri que supera em quase cinco metros

Nível do rio em Xapuri supera em quase cinco metros a cota de transbordamento.

Por Andrey Santana 
“A água nunca tinha chegado até a Igreja de São Sebastião. Acho que isso tem a ver com a devastação”, diz Alberto (Foto: Sérgio Vale/Secom)" “A água nunca tinha chegado até a Igreja de São Sebastião. Acho que isso tem a ver com a devastação”, diz Alberto (Foto: Sérgio Vale/Secom) Às 13 horas desta quinta-feira, 26, o nível do Rio Acre em Xapuri alcançou a marca de 18,16 metros, quase cinco metros acima da cota de transbordamento. O número de famílias que precisam deixar as casas cresce a cada hora. 138 famílias estavam em quinze abrigos públicos e 508 em casas de parentes e amigos.
Com a vazante do Rio Acre apresentada em Brasileia, a estimativa da Defesa Civil é de que nos próximos dias o nível das águas em Xapuri se eleve ainda mais. Em 2012, o rio alcançou a marca histórica de 15,57 metros, que até o presente momento já foi ultrapassada. A casa onde Chico Mendes morou e a igreja São Sebastião, edificações históricas da cidade, foram alcançadas pela cheia.
Morador de Xapuri, o agricultor aposentado Alberto Gomes de Melo conta que, em 71 anos, nunca viu nada parecido com a atual enchente. “A água nunca tinha chegado até a Igreja de São Sebastião. Acho que isso tem a ver com a devastação”, afirmou.
Em 2012, a enchente não chegou até o prédio da OCA de Xapuri (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Em 2012, a enchente não chegou até o prédio da OCA de Xapuri (Foto: Sérgio Vale/Secom)
O governo do Estado empenha todas as suas secretarias e instituições públicas de maneira direta e indireta nas ações de apoio às famílias e na tomada de decisões estratégicas. O secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, e também o Adjunto, Vanderlei Tomas, coordenam os trabalhos juntamente com o prefeito Marcinho Miranda.
“Estamos fazendo um trabalho integrado, juntamente com a prefeitura de Xapuri e o Exército Brasileiro. Temos no momento 1.776 pessoas em abrigos recebendo todo o apoio. O governo enviou caminhões com água potável e já estamos abastecendo a cidade. Portanto, é importante que se diga que há uma grande força-tarefa – governo federal, Estado e prefeitura – unida para prestar a maior solidariedade às pessoas”, destacou Farias.
Polícia Civil, Militar e Corpo de Bombeiros seguem com seus efetivos à disposição da Defesa Civil em Xapuri. O Exército Brasileiro também está na cidade, com 51 homens e 12 caminhões. O Instituto Federal do Acre (Ifac) cedeu toda a infraestrutura para a Defesa Civil, onde é ao mesmo tempo a Sala de Situação e abrigo público.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
26/02/2015 - Brigada José Luiz Menna Barreto comemora 93º Aniversário

26/02/2015 - Brigada José Luiz Menna Barreto comemora 93º Aniversário

Brigada José Luiz Menna Barreto comemora 93º Aniversário e 70 Anos da Tomada de Monte Castelo

Santiago (RS) - A 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada comemorou, no dia 21 de fevereiro de 2015, o 93º aniversário de sua criação e o 70 Anos da Tomada de Monte Castelo, pela Força Expedicionária Brasileira, durante a 2ª Guerra Mundial, na Itália.

Brigada José Luiz Menna Barreto comemora 93º Aniversário
Crédito: 2º Sgt Witt / Brigada José Luiz Menna Barreto comemora 93º Aniversário

Para assinalar o transcurso destas significativas datas, durante a semana foram realizadas palestras e instrução de quadros nas Organizações Militares subordinadas à "Brigada José Luiz Menna Barreto".

Palestras tiveram como tema a missão da FEB
Crédito: 2º Sgt Witt / Palestras tiveram como tema a missão da FEB

As atividades tiveram seu encerramento com uma formatura geral da tropa, realizada no dia 20 de fevereiro, no quartel do 9º Batalhão Logístico, que foi presidida pelo General de Divisão José Carlos Cardoso, Comandante da 3ª Divisão de Exército, e contou com a participação do General de Brigada Douglas Bassoli, Comandante da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, e dos Prefeitos Municipais da região. Participaram, ainda, o Sr Otacílio Rodrigues, 95 anos, ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira, além de autoridades civis, militares e convidados.

Formatura comemorou 93º Aniversário da 1ª Bda C Mec e 70 Anos da Tomada de Monte Castelo
Crédito: 2º Sgt Witt / Formatura celebrou 93º Aniversário da 1ª Bda C Mec e 70 Anos da Tomada de Monte Castelo

FONTE:  CMDO 3ª Divisão de Exército
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

26/02/2015 - Corrida da Paz em Campo Grande MS

                                         Evento realização CMO
CORIIDA DA PAZ

Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

26/02/2015 - Início das Atividades, SELVAA!


Comando de Fronteira Roraima / 7º Batalhão de Infantaria de Selva, Boa Vista/RR: formatura para início do Estágio de Adaptação e Vida na Selva do 1º Pelotão Especial de Fronteira, Bonfim/RR.
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
26/02/2015 - Foguete brasileiro é lançado com sucesso na Europa

26/02/2015 - Foguete brasileiro é lançado com sucesso na Europa

Foi o 15° lançamento do VSB-30, carga útil atingiu 263 km de altura

Fonte: Agência Força Aérea
  O foguete suborbital VSB-30 V20, desenvolvido pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), órgão do Comando da Aeronáutica, foi lançado no dia 22 de fevereiro, às 7h52min (horário local) do Centro de Lançamento de Esrange, na Suécia. O voo transcorreu conforme o planejado, e a carga útil atingiu 263 km de altura máxima, permanecendo 6 minutos em ambiente de microgravidade.
  Com 12,6 metros de comprimento e peso total de 2,5 toneladas, o VSB-30 foi desenvolvido pelo Brasil em parceria com a Alemanha. Esse foi o 15º lançamento de um VSB-30. O primeiro voo ocorreu em 23 de outubro de 2004, no Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão.
No dia 19, outro foguete suborbital brasileiro, o VS-30/IO V11, foi lançado na Noruega. A carga útil atingiu 364 km de altura máxima.
Novo projeto
Em 2014, o IAE e a Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologia Espaciais (FUNCATE) assinaram um convênio para o desenvolvimento do Veículo Lançador de Microssatélites (VLM). O VLM, fruto de mais uma parceria com a Alemanha, será destinado ao lançamento de cargas úteis espaciais ou microssatélites (até 150 kg) em órbitas equatoriais e polares. 
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
25/02/2015 - Maduro prepara Venezuela para a guerra civil

25/02/2015 - Maduro prepara Venezuela para a guerra civil

: Convencido de que os Estados Unidos trabalham para fomentar uma guerra civil na Venezuela, à semelhança da Síria e Líbia, o presidente Nicolás Maduro determinou ao ministro da Defesa, general Vladimir Padrino López, e à ministra do Interior, almirante Carmen Meléndez, "colocar as forças policiais e militares da pátria em alerta máximo"; Maduro denuncia que “paramilitares estão sendo infiltrados, a partir da Colômbia, para gerar tumulto e violência em seu país; "Querem infiltrar grupos armados treinados pelos paramilitares da Colômbia, obedecendo a ordens do norte (Estados Unidos), para destruir a pátria de Bolívar", disse ele em vídeo. fonte: Brasil247
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

25/02/2015 - Decisão judicial de suspender Whatsapp é desproporcional, avaliam operadoras

A determinação da suspensão do aplicativo Whatsapp em todo o país foi recebida com surpesa pelo setor de telecomunicações, segundo comunicado divulgado na noite de hoje (25) pelo  Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil). “O SindiTelebrasil entende que a medida pode causar um enorme prejuízo a milhões de brasileiros que usam os serviços, essenciais em muitos casos para o dia a dia das pessoas, inclusive no trabalho”.
Para a entidade a decisão é desproporcional, já que para conseguir informações de um número reduzido de pessoas, negadas pela proprietária do Whatsapp, decidiu-se suspender o serviço em todo o país. “E para isso, exigir a aplicação dessa medida das prestadoras de telecomunicações, que não têm nenhuma relação com o serviço”, informou o sindicato.
O mandado foi do juiz Luiz Moura, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina (PI), em mandado expedido no último dia 11. De acordo com nota divulgada pela Secretaria de Segurança Pública do estado, a ordem foi expedida por causa de descumprimento de decisões judiciais anteriores por parte do provedor de aplicação de internet Whatsapp. Os processos judiciais que originaram a medida tiveram início em 2013. O caso partiu de investigação da Polícia Civil, foi levado ao Ministério Público do estado e à Justiça.
A delegada Kátia Esteves, responsável pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente da Polícia Civil, designada para chefiar as investigações, disse, em entrevista à imprensa, que é possível que o aplicativo seja retirado do ar. Durante a entrevista, a delegada não confirmou se a decisão judicial está relacionada à exposição da imagem de crianças e adolescentes na rede social. De acordo com Kátia, como o processo corre em segredo de Justiça, ela não pode dar nenhuma informação adicional sobre o inquérito.
*Colaborou Mariana Tokarnia.
  Por Sabrina Craide Edição: Aécio Amado Fonte:Agência Brasil



Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil*
A Justiça do Piauí, em mandado expedido no último dia 11, determinou a suspensão do aplicativo Whatsapp em todo o território nacional. De acordo com a nota, divulgada pela Secretaria de Segurança Pública do estado, a ordem judicial foi expedida em virtude de anterior descumprimento, por parte do provedor de aplicação de Internet Whatsapp
A delegada Kátia Esteves, responsável pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) da Polícia Civil, e designada para chefiar as investigações, disse, em entrevista à imprensa, que é possível que o aplicativo seja retirado do ar.
Segundo a delegada, "com o Marco Civil da Internet, basta a empresa estar oferecendo o serviço no Brasil, e está sendo oferecido o Whatsapp, e ter representante no país", para que ele possa ser suspenso. "No caso, o representante no Brasil do Whatsapp, apesar de ser uma empresa americana, é o Facebook no Brasil", ressaltou a policial.
De acordo com Kátia Esteves, como o processo corre em segredo de Justiça, ela não pode dar nenhuma informação adicional sobre o inquérito.
*Colaborou Leyberson Pedrosa do Portal EBC
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp
25/02/2015 - Motorista bate e derruba poste na avenida São Jorge, em Manaus

25/02/2015 - Motorista bate e derruba poste na avenida São Jorge, em Manaus

foto legenda

Acidente ocorreu em frente ao batalhão do 1º BIS, Zona Oeste. Poste quebrou na base e só não caiu totalmente na via porque ficou suspenso pela fiação elétrica.

  Motorista perdeu controle da direção e derrubou poste (Divulgação)
Um motorista perdeu o controle da direção do veículo, colidiu e derrubou um poste de energia elétrica no início da tarde desta quarta-feira (25) na avenida São Jorge, bairro São Jorge, no sentido Centro/bairro, na Zona Oeste de Manaus, em frente ao 1º Batalhão de Infantaria de Selva (Bis).
O condutor não foi identificado pela reportagem, mas seria um militar que trabalha em uma unidade do Exército Brasileiro naquela região - o que será confirmado. O veículo, um Ford Fiesta Sedan de cor preta e placas JXR-3524, teve danos materiais, e ninguém ficou ferido.
Após a colisão, o poste quebrou na base e só não caiu totalmente na via porque ficou suspenso pelos fios de energia elétrica. Segundo o Manaustrans, apenas uma faixa naquele sentido da via ficou interditada e os veículos trafegavam passando debaixo do poste derrubado e suspenso.
Acionados, agentes da Eletrobrás Amazonas Energia foram ao local para retirar e trocar o poste e a fiação. A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do órgão, que ficou de responder se houve interrupção no fornecimento de energia naquela área devido a situação.
fonte: acritica
Postado Por: Éder Pr- http://militaresbrasil.blogspot.com
SE GOSTOU COMPARTILHE:
Compartilhe no WhatsApp

Papo Verde Oliva

Pesquisar

NOTÍCIAS DO SITE

Total de visualizações de página

Insira o seu endereço de email, É GRÁTIS

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

OBRIGADO PELA INSCRIÇÃO

FIQUE BEM INFORMADO - AS MAIS LIDAS