Um equipamento milionário foi testado ontem, no Campo de Instrução do Exército Barão de São Borja (Saicã), em Rosário do Sul. Fabricado pela alemã KMW, o Life Firing Monitoring Equipment (LFME) é um aparato de vídeo que une software para simulação e treinamento de tiro prático em carros de combate. Dotado de câmeras, ele permite que tanto os militares que operam o blindado quanto os que estão na torre de comando observem a ação pelo ponto de vista do artilheiro. O LFME custa 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 4 milhões).
O teste do equipamento começou ontem de manhã e foi até o fim da tarde. Participaram da ação 10 alunos concluintes do curso avançado de tiro, que integraram a equipe de avaliadores. Eles farão um relatório para o Exército Brasileiro, recomendando ou não a compra do equipamento.
– É um aparato caro, mas a relação custo-benefício pode ser interessante pela qualidade do treinamento – elogiou o comandante do centro de instrução, coronel Marcelo Ribeiro.
O teste foi feito com nove blindados Leopard, que, parados ou em movimento, atiraram em alvos móveis e fixos. Na torre de comando, os instrutores observavam o desempenho da equipe em relação ao funcionamento do sistema de armas, além de receber dados da condição do veículo e o índice de sucesso da missão.
Segundo o fabricante, o maior benefício do LFME é a facilidade e a rapidez no treinamento, já que os erros da tripulação podem ser corrigidos imediatamente, e os acertos, que servirão de exemplo, estão registrados em vídeo.
FONTE/FOTO: Diário de Santa Maria/KMW